A lenda do fio vermelho no Japão

Lendas e mitos são histórias passadas oralmente durante séculos de uma geração para outra e que guardam um misticismo fascinante. Ninguém sabe ao certo quanta verdade está por trás deles, mas todos ficam fascinados em ouvi-los.

A lenda do fio vermelho: amor predestinado

o lenda do fio vermelho É uma daquelas histórias que também fala sobre um assunto apaixonante: o amor. É uma lenda de origem oriental (a lenda da corda vermelha no Japão e também na China). É semelhante em essência à crença na existência de uma alma gêmea ou ao mito da metade. Segundo ela, duas pessoas que estão predestinadas a se encontrar e manter um vínculo afetivo na vida, estão ligadas desde o nascimento por um fio vermelho invisível e intangível que é amarrado pelos deuses ao dedo mínimo. Essa linha pode emaranhar, apertar, mas nunca quebrar.

Essa lenda se baseia na descoberta de que a artéria ulnar conecta o dedo mínimo ao coração e essa artéria, simbolizada pelo fio vermelho, se estende até se juntar à artéria e ao coração daquela pessoa especial que é marcada pelo destino.

Mesmo o lenda do fio vermelho Não se limita apenas ao amor como casal, mas a todos os relacionamentos emocionais importantes. Além disso, é costume, ao se fazer um pacto, uma promessa entre duas partes, sacudir o dedinho como forma de selá-lo.
Instrutor de meditação, astrólogo, escritor e artista em arte transcendental. Fundador da Astroflor: Escola de Ciências de Antakarana, na Argentina, destaca:

Podemos entender o destino como algo programado para ser vivido e a sincronicidade como uma coincidência que nos leva a encontrar aquela pessoa que nasceu para nos amar. O livre arbítrio também aparece lá. Mas a grande questão é se existe algo disso ou se tudo está apenas escrito e guiado por esse fio vermelho.

A lenda do fio vermelho na arte

Como qualquer lenda que fala sobre amor, lenda chinesa do fio vermelho é perfeito para diferentes tipos de manifestações artísticas. Foi assim que foi levado ao cinema (The Red Thread, filme argentino de 2016, atualmente disponível na Netflix), tem sido abordado na literatura (The Red Thread, de Ann Hood; The Red Thread, de Erika Halvorsen) e também chegaram ao mundo das tatuagens (são inúmeros os designs relacionados ao tema que são escolhidos por casais que procuram simbolizar seu amor).

Uma lenda perigosa: uma espada de dois gumes

É uma lenda muito romântica e terna, mas também perigosa, uma espécie de espada de dois gumes. Quem acredita fielmente em um destino já escrito e predeterminado pode descansar esperando que alma gêmea, encontre a ponta do fio vermelho e não faça nada para que isso aconteça. Também pode acontecer que quando você pensa que está com aquele ser predestinado essa relação é idealizada e não são feitos esforços diários para fazê-la crescer e avançar, então antes do primeiro conflito ela desmorona.

O professor Benjamin Lee, chefe do Departamento de Psicologia da Universidade de Toronto, destaca:

Se formos almas gêmeas, nada pode dar errado em nosso relacionamento e será fácil. Então, quando surge um conflito, a pessoa que acredita no destino questiona se seu parceiro é realmente a alma gêmea com que sonhou, então ela pára de tentar consertá-lo.

Publicidade