No artigo de hoje vamos falar se Barriga de grávida dobra quando senta, no nosso guia completo.

A gravidez é muitas vezes um momento emocionante na vida de uma mulher, mas também é um momento cheio de novos sintomas físicos ou experiências estranhas. O aperto no estômago é um desses sintomas que muitas mulheres experimentam durante a gravidez.

Existem muitas razões para o estômago ou abdômen contrair durante a gravidez, e estas podem variar, dependendo do trimestre.

Neste artigo, analisamos as causas, bem como quando falar com um médico.

Barriga de grávida dobra quando senta

Barriga de grávida dobra quando senta
Barriga de grávida dobra quando senta

Barriga de uma mulher gravida pode dobrar quando senta Sim, mas depende. Não existe uma regra exata na gravidez, pois cada mulher é diferente. 

Inclinar-se para a frente pode ser tão difícil quanto dobrar, dependendo do estágio que você atingiu na gravidez.

É importante manter uma boa postura durante a gravidez, para proteger a região lombar, quadris, joelhos e pernas de lesões. Uma vez que você tem dor nas costas, muitas vezes demora um pouco para desaparecer.

Mesmo no terceiro trimestre de gravidez, a flexão ainda é considerada segura para o bebê . Você provavelmente achará que se torna cada vez mais difícil para você, se não impossível. Além do seu peso corporal extra, o tamanho da sua barriga está aumentando.

Primeiro trimestre

Existem muitas razões pelas quais uma mulher pode sentir que seu estômago está apertando durante o primeiro trimestre da gravidez, incluindo:

Alongamento

Durante o primeiro trimestre, o útero está crescendo e se esticando rapidamente para acomodar o feto em crescimento.

Isso pode causar cólicas abdominais ou dores agudas, pontiagudas ou agudas ao longo do lado do abdômen, à medida que os ligamentos e outros tecidos se esticam.

Gases ou constipação

A dor de gases é um problema muito comum durante a gravidez. Pode causar cólicas ou dores agudas no abdômen, e pode ser muito doloroso.

A constipação também é uma queixa comum no início da gravidez. As mudanças nos hormônios da gravidez podem retardar o trato gastrointestinal.

Além disso, o ferro em algumas vitaminas pré- natais pode endurecer as fezes e dificultar a ida ao banheiro. Tanto o gás quanto a constipação às vezes podem fazer parecer que o estômago está apertando.

Aborto espontâneo

Raramente, o aperto do abdômen pode sinalizar um aborto espontâneo, que é a perda de uma gravidez antes de 20 semanas.

No entanto, um aborto espontâneo é mais comum antes da 12ª semana de gravidez. Outros sinais de aborto incluem:

  • dor nas costas leve a grave
  • sangramento vaginal vermelho ou marrom brilhante
  • cólicas
  • corrimento vaginal de tecido ou coágulos
  • diminuição dos sintomas ou sinais de gravidez, como enjoo matinal ou sensibilidade mamária

Os sinais de aborto variam entre os indivíduos e, em algumas situações, uma mulher pode não apresentar nenhum sinal. É importante que uma mulher faça um pré-natal regular durante o início da gravidez para que seu médico possa monitorar o desenvolvimento do bebê.

No início da gravidez, a mulher deve ligar para o consultório médico com qualquer sangramento vaginal, especialmente se estiver vermelho e se assemelhar a um período.

Segundo trimestre

A dor de estiramento, cãibra e pontada ao longo dos lados do útero geralmente continua no segundo trimestre e é conhecida como dor no ligamento redondo. Os ligamentos redondos estão localizados em ambos os lados do útero e conectam o útero à virilha.

Durante a gravidez, os ligamentos se esticam à medida que o útero cresce, o que pode causar dor aguda. Essa dor geralmente ocorre com mudanças de posição, como sentar para ficar em pé ou curvar-se.

A maioria das mulheres começa a sentir o útero se contrair e apertar periodicamente em algum momento durante o segundo trimestre, o ponto da gravidez entre 14 a 28 semanas. Estas são conhecidas como contrações de Braxton-Hicks, falso trabalho de parto ou contrações de prática.

O objetivo das contrações de Braxton-Hicks é que o útero se prepare para o trabalho árduo do trabalho de parto. Acredita-se que ajudem a tonificar o músculo do útero e promover o fluxo sanguíneo para a placenta.

As contrações de Braxton-Hicks são normais e muito comuns. Eles geralmente duram cerca de 30 a 60 segundos, mas podem durar até 2 minutos. Eles não são tão dolorosos quanto as contrações regulares, mas ainda podem causar dor e desconforto consideráveis.

Algumas coisas podem desencadear ou piorar as contrações de Braxton-Hicks:

  • sexo ou orgasmo
  • desidratação
  • uma bexiga cheia
  • pontapé afiado pelo bebê

Embora as contrações de Braxton-Hicks sejam comuns durante a gravidez, é importante mencioná-las ao médico nas consultas de pré-natal. O médico pode ajudar a determinar se eles são Braxton-Hicks ou se podem ser um sinal de trabalho de parto prematuro.

É importante chamar o médico se:

  • as contrações ficam mais fortes ou mais próximas
  • as contrações não são aliviadas por repouso ou água potável
  • há líquido vazando da vagina
  • há sangramento vaginal

Um médico deve avaliar esses sintomas para garantir que a mulher não esteja apresentando complicações ou trabalho de parto prematuro.