Não é incomum querer mimar o seu cachorro compartilhando restos de comida ou seu lanche favorito de pessoas em vez de um deleite para cães. Afinal, se é seguro para você comer, deve estar tudo bem para o seu cão comer, certo? Não necessariamente.

Embora muitos alimentos sejam perfeitamente seguros para cachorros, alguns são muito insalubres e absolutamente perigosos, por isso é fundamental aprender quais frutas e vegetais os cães podem comer.

Publicidade

Os cachorros digerem os alimentos de maneira diferente dos humanos, e comer os alimentos errados pode levar os cães a problemas de saúde a longo prazo e, em casos extremos, até a morte.

Como omnívoros, os cães não têm necessidade real de frutas ou vegetais como parte de sua dieta, mas uma fruta ou vegetal ocasional como guloseima é bom. Alimentos frescos para cães também pré-porção de vegetais frescos nas refeições.

Continue lendo para descobrir quais frutas e legumes podem ser compartilhados com moderação e quais devem ser evitados.

Cachorro pode comer abóbora

Cachorro pode comer abóbora
Cachorro pode comer abóbora

Se você se pergunta se os cães podem comer abóbora ou não, saiba que a resposta é SIM, os cães podem comer abóbora, pois em pequenas quantidades diárias fornece uma grande quantidade de fibras, vitaminas e minerais aos cães e, com efeito, fornece vários benefícios para o seu corpo.

Agora que ficou claro que você pode incluir um pouco desse alimento na sua dieta, vamos falar sobre os benefícios que ele traz, bem como as formas de dá-lo ao seu peludo corretamente para a saúde dele.

Que abóboras são boas para cães?

Abóboras comestíveis, como abóbora, abóbora, abóbora patisson, abóbora e abóbora espaguete não são apenas um deleite para nós, mas também para os cães. Eles podem ser consumidos em puré, assados, cozidos no vapor ou assados.

Importante: Compre-os apenas no supermercado ou em lojas bio. As abóboras do supermercado não contêm substâncias amargas perigosas (cucurbitacinas) e são seguras para os cães. No cultivo profissional de cucurbitáceas, ao qual também pertencem a abobrinha e o pepino, essas substâncias são descartadas.

Quanta abóbora devo dar ao meu cachorro?

Adicione uma a quatro colheres de sopa de abóbora por refeição à dieta do seu cão. Sempre comece com pequenas quantidades para evitar adicionar muita fibra. Se tiver dúvidas sobre a quantidade de abóbora a adicionar à dieta do seu cão, consulte sempre o seu veterinário.

Como preparar abóbora para o seu cão

A seguir estão as melhores maneiras de preparar e servir abóbora para cães:

Abóbora enlatada. Abóbora enlatada simples é fácil de alimentar seu cão, pois você não precisa cozinhá-la. Certifique-se de que não tenha aditivos e sirva-o diretamente.

Abóbora recém-assada. Para preparar a abóbora fresca, retire as sementes e leve ao forno até ficar macia.

Sementes de abóbora torradas crocantes. Você também pode adicionar sementes de abóbora à dieta do seu cão como um deleite crocante. Limpe e asse as sementes frescas por uma hora a 350 graus. Deixe-os esfriar e, em seguida, triture-os na comida do seu cão. Você também pode alimentá-los inteiros, mas certifique-se de considerar o tamanho do seu cão – cães ou filhotes muito pequenos podem não lidar bem com eles.‌

Purê de abóbora fresco. Descasque uma abóbora inteira e retire as sementes, depois corte-a em pedaços. Cozinhe a carne em água fervente por 20 a 30 minutos ou até ficar macia. Escorra e amasse-o em uma pasta lisa. O purê de abóbora dura de três a quatro dias na geladeira e seis meses no freezer. Certifique-se de descongelar completamente ao adicionar a outra receita.

O que causa a diarreia do cão?

Antes de pegar aquela lata de abóbora, primeiro você precisa descobrir a causa da diarreia do seu cão.

A diarreia é um daqueles sintomas que aparecem para todos os tipos de doenças e infecções, desde parasitas até parvo. A diarreia do seu cão pode ser um sinal de doença grave e até fatal, ou pode ser algo tão simples como uma leve dor de estômago.

Assim como nós, os cães podem ter diarreia por estresse ou por uma mudança em suas dietas.

Esses casos leves de diarreia normalmente se resolvem por conta própria, e você pode ajudar adicionando um suplemento dietético como abóbora ou alimentando uma dieta leve projetada para dor de barriga canina, como uma dieta branda caseira feita de três partes de arroz branco para uma parte de proteína, como frango cozido sem pele ou desossado, ou uma dieta sem receita médica.

Se o seu cão está sofrendo de diarréia consistente ou diarréia sanguinolenta, você deve levá-lo ao veterinário. A diarreia do cachorro é especialmente preocupante e deve sempre ser tratada como uma emergência potencial, apenas no caso de ser uma doença grave.

Uma vez que seu veterinário tenha diagnosticado o seu cão e sugerido um plano de tratamento para a causa, no entanto, a abóbora pode ser um suplemento útil para controlar a diarréia do seu cão.

Abóbora pode ajudar na diarreia do cão?

A abóbora é um alimento rico em fibras que também contém importantes vitaminas e minerais, como as vitaminas A, E e C, potássio e ferro. A abóbora enlatada simples está disponível durante todo o ano e pode ser um ótimo complemento para o seu kit de primeiros socorros canino.

A abóbora pode facilitar a digestão de várias maneiras. O teor de fibra solúvel na abóbora adiciona volume às fezes do seu cão, absorvendo água, e a fermentação da fibra produz ácidos graxos benéficos que fornecem energia às células, estimulam a absorção intestinal de sódio e água e diminuem o nível de pH do intestino grosso.

A fibra também atua como um prebiótico. Os prebióticos são diferentes dos probióticos. Eles estimulam o crescimento ou atividade dessas bactérias benéficas nos intestinos e inibem o crescimento de bactérias nocivas.

A fibra faz isso diminuindo o nível de pH e fornecendo os nutrientes necessários que essas bactérias precisam.

Essas características podem ajudar em alguns casos de diarréia canina. Dependendo da causa da diarreia do seu cão, os veterinários podem recomendar uma dieta altamente digerível ou uma dieta cheia de prebióticos (fibras).

Em alguns casos, eles também podem recomendar a adição de probióticos, que são suplementos que contêm bactérias benéficas vivas. Abóbora atua como um reforço prebiótico para esses probióticos.