Carolina maria de jesus frases

No artigo de hoje vais saber mais sobre Carolina maria de jesus frases, no nosso guia completo.

Carolina Maria de Jesus foi uma escritora brasileira que permaneceu anônima até 1960, quando o seu primeiro livro, Quarto de Despejo, foi lançado.

Uma mulher negra, residente na favela do Canindé, em São Paulo, trabalhava como catadora de papéis e criava sozinha os seus três filhos. 

Mesmo com pouco acesso à escolaridade, Carolina Maria de Jesus era apaixonada por literatura. Escrevia poemas e diários onde relatava as suas condições de vida precárias. 

Quarto de Despejo: Diário de uma Favelada foi um grande sucesso, vendendo mais de um milhão de exemplares, com traduções em catorze línguas. 

Carolina maria de jesus frases

Retrato de Carolina de Jesus

  • EM 1948, QUANDO COMEÇARAM A DEMOLIR AS CASAS TÉRREAS PARA CONSTRUIR OS EDIFÍCIOS, NÓS, OS POBRES QUE RESIDÍAMOS NAS HABITAÇÕES COLETIVAS, FOMOS DESPEJADOS E FICAMOS RESIDINDO DEBAIXO DAS PONTES.
  •  É POR ISSO QUE EU DENOMINO QUE A FAVELA É O QUARTO DE DESPEJO DE UMA CIDADE. NÓS, OS POBRES, SOMOS OS TRASTES VELHOS.
  • EU CLASSIFICO SÃO PAULO ASSIM: O PALÁCIO É A SALA DE VISITA. A PREFEITURA É A SALA DE JANTAR E A CIDADE É O JARDIM. E A FAVELA É O QUINTAL ONDE JOGAM OS LIXOS.
  • ANTIGAMENTE O QUE OPRIMIA O HOMEM ERA A PALAVRA CALVÁRIO; HOJE É SALÁRIO.
  • O MAIOR ESPETÁCULO DO POBRE DA ATUALIDADE É COMER. 
  • EU QUE ANTES DE COMER VIA O CÉU, AS ÁRVORES, AS AVES, TUDO AMARELO, DEPOIS QUE COMI, TUDO NORMALIZOU-SE AOS MEUS OLHOS. 
  • AS CRIANÇAS RICAS BRINCAM NOS JARDINS COM SEUS BRINQUEDOS PREDILETOS. E AS CRIANÇAS POBRES ACOMPANHAM AS MÃES A PEDIREM ESMOLAS PELAS RUAS. QUE DESIGUALDADES TRAGICAS E QUE BRINCADEIRA DO DESTINO.
  • A TONTURA DA FOME É PIOR DO QUE A DO ÁLCOOL. A TONTURA DO ÁLCOOL NOS IMPELE A CANTAR. MAS A DA FOME NOS FAZ TREMER. PERCEBI QUE É HORRÍVEL TER SÓ AR DENTRO DO ESTÔMAGO. 
  • QUANDO PERCEBI QUE EU SOU POETISA FIQUEI TRISTE PORQUE O EXCESSO DE IMAGINAÇÃO ERA DEMASIADO.
  • LÁ NO INTERIOR EU ERA MAIS FELIZ, TINHA PAZ MENTAL. GOZAVA A VIDA E NÃO TINHA NENHUMA ENFERMIDADE. E AQUI EM SÃO PAULO, EU SOU POETISA!