No artigo de hoje vai saber como aliviar a dor do desmame no nosso guia completo.

O desmame é o processo pelo qual o bebê deixa de amamentar exclusivamente e o reduz a ponto de eliminar completamente as mamadas.

Esse processo pode ocorrer naturalmente ao longo de meses ou até anos, ou pode ser dirigido pela mãe e desacelerar de forma mais abrupta.

Independentemente da idade do bebé ou da sua reação a uma situação de desmame.

Seja ela gradual ou abrupta, o facto de reduzir a produção de leite da mãe exige o acompanhamento da sua evolução para evitar complicações: retenção de leite, dor, mastite.

O desmame faz parte do aleitamento materno, por isso devemos continuar acompanhando a mãe durante o desmame, controlando e agindo caso surja retenção de leite.

Se este for o caso, é necessário estimular a drenagem do tórax até que esses nódulos diminuam e você não sinta mais dor ou desconforto.

Como aliviar a dor do desmame

Como aliviar a dor do desmame? Melhores Técnicas
Como aliviar a dor do desmame? Melhores Técnicas

Para aliviar a dor do desmame precisa aplicar folhas de repolho no peito; Tomar um antiinflamatório não esteroidal (AINE) para a dor. aplicar compressas mornas nos seios antes de mamar ou tomar um banho quente.

Aplicar compressas frias (como sacos de ervilhas congeladas) após a alimentação.”

Desmame para bebê

Você podedesmamar o bebê para um copo ou uma mamadeira. Esta decisão depende da idade do seu bebê. Aos 7 a 8 meses, os bebês podem aprender a beber direto de um copo.

A idade do seu bebê também determina se a amamentação deve ser substituída por fórmula infantil ou leite de vaca.

Bebês com menos de 12 meses não devem receber leite de vaca, por isso precisam ser desmamados com fórmula.

Quando você inicia o processo de desmame, o primeiro passo é substituir a amamentação que seu bebê parece menos interessada por leite materno ordenhado, fórmula infantil ou leite de vaca, de copo ou mamadeira.

Abandone uma mamada de cada vez e espere alguns dias ou uma semana antes de abandonar a próxima.

Desmame para a mãe

Se você parar de amamentar rapidamente, seus seios podem se encher de leite (inchar) e ficar muito desconfortáveis. Para evitar seios ingurgitados, às vezes você pode precisar  retirar o leite.

Expresse apenas o suficiente para seu conforto. Se você extrair muito, não reduzirá a produção de leite e o desmame pode demorar mais.

Algumas mães precisam passar de uma mamada por dia para uma mamada a cada poucos dias para evitar seios ingurgitados, antes de interromper completamente a amamentação.

Cuidado com os  seios protuberantes. Depois que seu bebê parar de amamentar, você poderá ter seios protuberantes por 5 a 10 dias.

Um caroço dolorido pode indicar um duto bloqueado ou o início de  mastite. Se isso acontecer, experimente massagear os caroços ou extrair uma pequena quantidade de leite. Isso pode reduzir a protuberância.

Se algum caroço doer e não desaparecer após 24 horas, ou se você começar a sentir sintomas de gripe,  consulte o seu médico o mais rápido possível.

Pontos a serem observados sobre a interrupção da amamentação

Para desmamar um bebê mais velho, é melhor ir devagar, se possível, mudando gradualmente a rotina de seu filho.

Também é bastante comum sentir-se um pouco para baixo após a última mamada, mesmo se você estivesse ansioso para o desmame.

Seus hormônios podem levar algum tempo para voltar ao normal. Algumas mulheres começam a  ovular assim que reduzem as mamadas noturnas ou começam a desmamar, enquanto outras acham que o retorno da ovulação e da menstruação leva vários meses.

Práticas recomendadas de desmame

Para conseguir um desmame bem-sucedido, podemos extrair uma quantidade adequada de leite cada vez que surgem desconfortos ou caroços.

A mãe deve ser informada de que, para garantir que a mama não a incomode, ela deve extrair um pouco menos de leite a cada dia, a fim de obter uma diminuição fisiológica na produção de leite.

E lembre a mãe que mesmo meses ou anos após o desmame, se ela manusear a mama, é provável que ela tenha secreção no mamilo. Desde que não ocorra de forma espontânea, é uma situação muito comum e benigna.

Práticas ineficazes ou perigosas durante o desmame

Como mencionamos, para evitar a mastite durante o desmame é importante que, se a mãe precisar, ela continue drenando a mama.

Portanto, é necessário evitar técnicas como: enfaixar as mamas como era feito no passado ou dar orientações recomendando evitar a extração do leite.

Também não é recomendado parar de beber líquidos porque a produção de leite não está relacionada com a quantidade de líquidos que ingerimos, mas sim com a estimulação da mama.

A indicação de administração de cabergolina (Dostinex(r)) não é adequada nem eficaz quando a lactação já começou e a mãe está amamentando há meses ou semanas.

A medicação parece ser eficaz apenas se tomada imediatamente após o parto, pois atua como inibidor da prolactina e interfere no início da lactogênese II.