Provavelmente, você está entre a grande maioria dos cristãos que raramente ou nunca jejuam.

Não é porque não lemos nossas Bíblias ou não ouvimos pregações fiéis, ou ouvimos sobre o poder do jejum, ou mesmo porque não queremos genuinamente fazê-lo. Nós simplesmente nunca chegamos a largar o garfo.

Parte disso pode ser que vivemos em uma sociedade em que a comida é tão onipresente que comemos não apenas quando não precisamos, mas às vezes até quando não queremos.

Comemos para compartilhar uma refeição com os outros, para construir ou desenvolver relacionamentos (boas razões), ou apenas como uma distração da responsabilidade.

E, claro, existem nossos próprios desejos e anseios por conforto que nos impedem do desconforto do jejum.

Como fazer jejum para deus

Como fazer jejum para deus
Como fazer jejum para deus

 

Um Jejum é sobre humilhar nossos corações diante de Deus. Jejuar e orar são sobre desistir da coisa que você procura por satisfação para se aproximar de Deus… Como fazer jejum para deus, permitir que Deus o satisfaça.

Este guia de oração está repleto de orações bíblicas para fazer durante o jejum.

O jejum é difícil. Parece muito mais fácil no conceito do que, na prática. Pode ser surpreendente como nos sentimos nervosos quando perdemos uma refeição.

Muitos jejuadores idealistas decidiram perder uma refeição e só descobriram que nossa barriga nos levava a compensar isso muito antes da próxima refeição chegar.

O jejum parece tão simples, mas o mundo, nossa carne e o diabo conspiram para introduzir todos os tipos de complicações que impedem que isso aconteça.

Para ajudá-lo a iniciar o caminho lento para um bom jejum, aqui estão seis conselhos simples.

Essas sugestões podem parecer pedantes, mas a esperança é que esse conselho básico possa servir àqueles que são novos no jejum ou nunca o tentaram seriamente.

1. Comece pequeno

Não vá de nenhum jejum para tentar uma semana. Comece com uma refeição; talvez jejue uma refeição por semana durante várias semanas.

Em seguida, tente duas refeições e trabalhe até um jejum de um dia inteiro. Talvez, eventualmente, tente um suco rápido de dois dias.

Um jejum de suco significa abster-se de todos os alimentos e bebidas, exceto suco e água. Permitir-se suco fornece nutrientes e açúcar para o corpo mantê-lo funcionando, enquanto também sente os efeitos de ficar sem alimentos sólidos.

Não é recomendado que você se abstenha de água durante um jejum de qualquer duração.

2. Planeje o que você fará em vez de comer

O jejum não é meramente um ato de autoprivação, mas uma disciplina espiritual para buscar mais da plenitude de Deus. O que significa que devemos ter um plano para qual busca positiva empreender no tempo que normalmente leva para comer.

Passamos boa parte do nosso dia com comida à nossa frente. Uma parte significativa do jejum é o tempo que ele cria para oração e meditação na palavra de Deus ou algum ato de amor pelos outros.

Antes de mergulhar de cabeça em um jejum, elabore um plano simples. Conecte-o ao seu propósito para o jejum.

Cada jejum deve ter um propósito espiritual específico. Identifique o que é isso e crie um foco para substituir o tempo que você gastaria comendo. Sem propósito e plano, não é jejum cristão; é só passar fome.

3. Considere como isso afetará os outros

O jejum não é licença para não amar. Seria triste não ter preocupação e cuidado com os outros ao nosso redor por causa dessa expressão de foco elevado em Deus. O amor a Deus e ao próximo andam juntos.

O bom jejum mistura a preocupação horizontal com a vertical. Se alguma coisa, os outros devem se sentir mais amado e cuidados quando estamos jejuando.

Então, ao planejar seu jejum, considere como isso afetará os outros. Se você almoça regularmente com colegas ou janta com a família, ou colegas de quarto, avalie como sua abstenção os afetará e informe-os com antecedência.

Em vez de apenas não comparecer ou desabafar no momento em que você vai não estar comendo.

Além disso, considere esta inspiração de backdoor para o jejum: Se você faz uma prática diária ou semanal de comer com um determinado grupo de amigos, ou familiares.

E esses planos são interopidas pela viagem ou férias de alguém, ou circunstâncias atípicas, considere isso como uma oportunidade para jejuar, ao invés de comer sozinho.

4. Tente diferentes tipos de jejum.

A forma típica de jejum é pessoal, privado e parcial, mas encontramos uma variedade de formas na Bíblia: pessoal e comunitário, privado e público, congregacional e nacional, regular e ocasional, absoluto e parcial.

Em particular, considere jejuar junto com sua família, pequeno grupo ou igreja. Vocês compartilham alguma necessidade especial da sabedoria e orientação de Deus?

Existe uma dificuldade incomum na igreja, ou sociedade, para a qual você precisa da intervenção de Deus?

Você quer manter a segunda vinda de Cristo em vista? Implore com especial fervor pela ajuda de Deus, dando os braços a outros crentes para jejuarem juntos.

5. Jejue de algo que não seja comida

O jejum de alimentos não é necessariamente para todos. Algumas condições de saúde afastam até os mais devotos do curso tradicional. No entanto, o jejum não se limita a abster-se de alimentos.

Como disse Martyn Lloyd-Jones: “O jejum deve realmente ser feito para incluir a abstinência de qualquer coisa que seja legítima em si mesma por causa de algum propósito espiritual especial”.

Se a melhor parte da sabedoria para você, em sua condição de saúde, é não ficar sem comida, considere jejuar na televisão, no computador, nas mídias sociais ou em algum outro prazer regular que leve seu coração a um maior prazer de Jesus.

Paulo até fala sobre casais jejuando do sexo “por um tempo limitado, para que vocês se dediquem à oração” ( 1 Coríntios 7:5 ).

Se quisermos aprender a arte perdida de jejuar e desfrutar de seu fruto, ele não virá com nossos ouvidos no chão da sociedade, mas com as Bíblias abertas. Então, a preocupação não será se jejuamos, mas quando.

Jesus supõe que seus seguidores jejuarão e até promete que isso acontecerá. Ele não diz “se”, mas “quando você jejuar” ( Mateus 6:16 ).

E ele não diz que seus seguidores podem jejuar, mas “eles vão” ( Mateus 9:15 ).

Jejuar é ficar voluntariamente sem comida – ou qualquer outra boa dádiva de Deus desfrutada regularmente – por causa de algum propósito espiritual.

É marcadamente contracultural em nossa sociedade consumista, como se abster de sexo até o casamento.

Jejuamos nesta vida porque cremos na vida futura. Não temos que ter tudo aqui e agora, porque temos a promessa de que teremos tudo na era vindoura.

Jejuamos do que podemos ver e provar, porque provamos e vimos a bondade do Deus invisível e infinito – e estamos desesperadamente famintos por mais dele.

Medida Radical, Temporária

O jejum é para este mundo, para esticar nossos corações para obter ar fresco além da dor e dos problemas ao nosso redor. E é para a batalha contra o pecado e a fraqueza em nós.

Expressamos nosso descontentamento com nossos egos pecaminosos e nosso anseio por mais de Cristo.