No artigo de hoje vai saber mais sobre Como saber se estou grávida pela barriga, no nosso guia completo.

Antes que você possa fazer um teste de gravidez, o corpo emite os primeiros sinais de gravidez. Nos primeiros dias já existem alguns sintomas e sinais que indicam o estado de boa esperança da mulher, mesmo antes de faltar a primeira menstruação.

Com todos os avanços tecnológicos que temos hoje para diagnosticar a gravidez, também temos uma série de sinais e sintomas que nos fazem suspeitar que uma paciente está grávida.

Um dos principais sinais é a ausência de menstruação, mas nem sempre esse ‘sintoma de gravidez’ está presente, pois há mulheres que, mesmo grávidas, continuam menstruadas.

Nesses casos, é importante que a mulher conheça seu corpo e suspeite que possa estar grávida, mesmo que continue menstruando. Como saber se estou grávida através do toque vaginal?

Como saber se estou grávida pela barriga

Como saber se estou grávida pela barriga
Como saber se estou grávida pela barriga

Na verdade, para saber se estou grávida pela barriga, só se pode saber quando a barriga já está com 16 semanas de gestação.

Mas tem como saber usando (Pasta de dente)Para este teste, você precisará colocar um pouco de pasta de dente em um prato limpo. Na pasta de dente você adiciona algumas gotas de urina.

Se depois de alguns minutos a pasta reagir, ou seja, começar a espumar ou borbulhar, podendo até ficar azulada, você está grávida. Se nada acontecer e o macarrão continuar igual, não há gravidez.”

Como saber se estou grávida pela barriga

Apresentamos 7 testes de gravidez caseiros que você pode fazer em casa sem nenhum risco: 

1. Urina em frasco de vidro

Neste teste, você vai urinar em um frasco de vidro, que deve estar completamente seco e limpo. Você o cobre e deixa na geladeira durante a noite, ou pelo menos algumas horas até que esfrie. Se uma espuma branca se formou na superfície, você está grávida.

Há mulheres que descrevem a espuma como “partículas”, uma vez que não se torna espuma como tal, mas parece uma série de partículas brancas. Se essa espuma ou partículas forem para o fundo, o resultado é negativo.

2. Óleo

Trata-se de colocar um pouco de óleo em um frasco com a urina. Se quando você adiciona o óleo, as gotas começam a se juntar e se fundem em apenas uma “grande gota”, isso significa que você está grávida.

Ao contrário, se o óleo for dividido em pequenas gotas o resultado será negativo.

3. Açúcar

Muito semelhante ao teste anterior, mas com açúcar. Você coloca três colheres grandes de açúcar em uma tigela.

Agora você faz xixi no açúcar e vê o que acontece. Se o açúcar se dissolver, o resultado é negativo, mas se se formarem blocos ou caroços, você está grávida.

4. Cloro

Com muito cuidado, você deve colocar o cloro em um recipiente perfeitamente limpo e livre de qualquer outra substância.

Quando a urina e o cloro derreterem, é quando você saberá os resultados: se a mistura de urina e cloro mal for perturbada ou produzir mudanças muito pequenas na cor e na consistência, então você não está grávida.

O resultado é positivo quando o cloro reage e a mistura começa a efervescer ou espumar.

5. Vinagre

É um dos testes caseiros mais comuns e fáceis de fazer, pois nunca falta vinagre em casa. Com a primeira urina da manhã, e em uma garrafa limpa, você deve adicionar uma colher de vinagre e deixá-la descansar por 20 minutos sem agitar.

Se depois disso uma espuma se formou e a mistura mudou de cor, então há gravidez. Se, ao contrário, não houver mudança na densidade e na cor, então é negativo.

6. Pasta de dente

Para este teste, você precisará colocar um pouco de pasta de dente em um prato limpo. Na pasta de dente você adiciona algumas gotas de urina.

Se depois de alguns minutos a pasta reagir, ou seja, começar a espumar ou borbulhar, podendo até ficar azulada, você está grávida. Se nada acontecer e o macarrão continuar igual, não há gravidez.

Esses testes caseiros já são feitos há anos e muitos deles já eram feitos por nossas avós, quando não era tão fácil ou rápido saber se uma mulher estava grávida.

Além dos resultados desses exames, é importante estar atento aos sintomas que seu corpo apresenta. Muitas vezes, os sintomas da gravidez são a melhor prova.

Não hesite em consultar o seu médico o mais cedo possível para fazer todos os testes relevantes e assim corroborar se o resultado é positivo ou não.

Fatores que influenciam o tamanho da barriga da grávida

Existem variações entre uma mulher e outra em relação ao tamanho da barriga, sem isso implicar que haja algum problema com o curso normal da gravidez. Essas variações são dadas principalmente por:

– Histórico de gestações anteriores

Geralmente, quem já teve filhos percebe o aumento do tamanho da barriga mais cedo, pois os músculos retos do abdome têm menos tônus, já foram alongados e são mais flexíveis do que os das primíparas.

– Altura da mãe
Em mulheres altas, o tamanho da barriga pode ser percebido um pouco menos, já que o bebê tem mais espaço longitudinalmente.

– Peso materno As mulheres
obesas têm mais gordura abdominal, por isso pode não ser muito fácil palpar o útero grávido.

Uma vez que a gravidez atinge 12 ou 13 semanas ( final do primeiro trimestre e início do segundo ) é quando o útero ocupa a pelve e seu fundo ultrapassa a sínfise púbica, podendo ser palpado tocando a barriga ou abdome inferior.

É somente a partir deste momento que, deitado de costas e exercendo uma leve pressão na barriga, você pode sentir um pequeno caroço logo acima do púbis ou, também deitado de bruços e fazendo a mesma manobra.

Você pode suspeitar que um bebê está desenvolvimento dentro de você e você deve ir ao seu médico para confirmar uma gravidez e iniciar o pré-natal.