Como saber se o cachorro esta com dor

No artigo de hoje aprender como saber se o cachorro esta com dor,  no nosso guia completo.

Seu cão literalmente confia em você com sua vida. Mesmo assim, ele pode ocultar instintivamente sua dor de você. Não é porque de repente ele não acha que você está no seu lado. 

Publicidade

O culpado, ao contrário, é a fiação evolutiva que remonta a milhares de anos, desde os primórdios ancestrais do seu cão como caçador-predador.

 “Do ponto de vista evolutivo, os cães que exibiam sinais externos de dor estavam mais sob risco de ataque de um predador.

 Com o tempo, os cães aprenderam a mascarar os sintomas, que mostravam fraqueza ou vulnerabilidade. Do ponto de vista da sobrevivência, muitos animais tendem a esconder as expressões externas de dor ”

Publicidade

Como saber se o cachorro esta com dor

 

Como saber se o cachorro esta com dor
Como saber se o cachorro esta com dor

Como saber se o cachorro esta com dor: os cães sentem dor da mesma maneira que nós, mas nem sempre a demonstram da mesma maneira. A dor de um cão pode se tornar evidente por meio de sintomas físicos, mudanças de comportamento e / ou problemas de mobilidade. 

Isso pode ser sutil, portanto, fique atento e nunca tenha medo de perguntar ao veterinário sobre qualquer coisa que possa indicar que seu cão está com dor.

Sintomas Físicos

Publicidade

Quando um cão está sentindo dor, você pode notar pequenas mudanças físicas ou como eles carregam seu corpo. Aqui estão alguns sinais físicos de dor em cães:

Publicidade
  • Músculos tensos ou contraídos
  • Tremendo ou tremendo
  • Costas arqueadas
  • Segurando a cabeça abaixo dos ombros
  • Ofegante

Mudanças Comportamentais

Um cão com dor tende a se comportar de maneira diferente do normal. Assim como nós, os cães tendem a ser mais mal-humorados quando sentem dor. Aqui estão alguns sinais comportamentais que podem indicar que seu animal de estimação está sentindo dor:

  • Não querendo ser tocado
  • Lambidas excessivas
  • Vocalização excessiva
  • Inquietação
  • Agressão

Problemas de mobilidade

Se um cão sofreu uma lesão ou está com artrite, você pode notar mudanças em sua mobilidade. Aqui estão os sinais comuns de dor em cães que afetam sua mobilidade:

  • Mancando
  • Andando mais devagar ou recusando-se a andar
  • Relutância em pular ou usar escadas
  • Relutância ou incapacidade de se deitar ou se levantar

Alguns desses sinais de dor também podem ser observados em outros problemas médicos ou comportamentais graves, portanto, sempre discuta as mudanças no comportamento ou na atividade normal com o seu veterinário.

Publicidade

O que causa dor em cães?

Existem dois tipos de dor: aguda e crônica . Algo que acabou de acontecer, como um ferimento ou doença, causa dor aguda. Coisas que acontecem há mais tempo, como artrite ou doenças dentárias , causam dor crônica.

Qualquer coisa que danifique as células ou crie inflamação pode causar dor em cães:

  • Danos aos ossos ou articulações 
  • Lesões de tecidos moles
  • Entorses / distensões
  • Problemas nas costas
  • Doença dentária
  • Infecções de ouvido, pele e trato urinário
  • Dor de estômago severa
  • Alguns tipos de câncer
  • Cirurgias

Como ajudar um cachorro que está sofrendo

Se você acha que seu cachorro está sofrendo, não entre em pânico. Existem muitas opções e coisas diferentes que você pode fazer para ajudá-los a começar a se sentir melhor.

Aqui estão alguns passos que você pode seguir para ajudar seu cão a lidar com a dor e trabalhar para obter alívio.

Publicidade

Marque uma consulta com seu veterinário

Primeiro, marque uma consulta com seu veterinário para descobrir qual é o problema.

Seu veterinário precisará fazer alguns testes de diagnóstico. Para localizar o problema, seu veterinário pode precisar fazer raios-X, exames de sangue ou um ultrassom.

Pare ou modifique as atividades físicas com seu animal de estimação

Se seu animal de estimação está mostrando sinais de dor durante uma atividade, evite-o até que você possa falar com seu veterinário.

Publicidade

Seu veterinário poderá ajudá-lo a descobrir a melhor forma de ajudar seu animal de estimação, seja interrompendo totalmente a atividade ou estabelecendo modificações que irão minimizar a dor.

Modificações simples para reduzir a dor em atividades comuns podem incluir: fazer caminhadas mais curtas, usar uma rampa ou degraus, rolar a bola ou jogá-la em distâncias mais curtas e elevar os pratos de comida / água a uma altura mais confortável.

Para alguns casos de dor aguda, essas alterações podem ser temporárias, mas para algumas condições de dor crônica, podem ser de longo prazo.

Mantenha um registro dos sinais que você está vendo

Todos nós já passamos pelo cenário em que vemos certos sinais em casa, mas quando chegamos ao veterinário, tudo parece bem.

Publicidade

É por isso que pode ser útil tirar fotos ou gravar um vídeo de seu animal de estimação quando ele estiver apresentando sinais de dor ou desconforto. Anote quando eles ocorrem e o que seu animal estava fazendo no momento.

Isso ajuda o veterinário a entender os cenários em que seu cão está sentindo dor, bem como os tipos de sintomas e sinais de dor que eles estão exibindo.

Ter vídeos e fotos de seu cão também pode ajudar o veterinário a fazer as modificações adequadas em sua rotina para ajudar a minimizar a dor.

Explore todas as opções de tratamento

Existem muitos tratamentos veterinários que podem eliminar ou reduzir a dor aguda e crônica. Converse com seu veterinário para entender quais são as opções de tratamento do seu cão.

Publicidade

Os tratamentos mais comuns para a dor incluem:

  • Remédios
  • Cirurgia
  • Reabilitação física
  • Terapia a laser
  • Acupuntura
  • Quiropraxia
  • Medicina regenerativa
  • Massagem
  • Suplementos e terapias à base de ervas
  • Pacotes de gelo ou calor