Como saber se sou frouxa

No artigo de hoje vais ficar a saber Como saber se sou frouxa, no nosso guia completo.

Quando se trata de vagina, existem muitos mitos e equívocos. Algumas pessoas, por exemplo, acreditam que as vaginas podem perder sua elasticidade e ficar frouxas para sempre. Isso não é verdade, no entanto.

Sua vagina é elástica. Isso significa que ele pode se esticar para acomodar as coisas que entram (pense: um pênis ou um brinquedo sexual) ou que saem (pense: um bebê). Mas não vai demorar muito para sua vagina voltar à forma anterior.

Sua vagina pode ficar ligeiramente mais frouxa com a idade ou com os filhos, mas, no geral, os músculos se expandem e retraem como um acordeão ou um elástico.

Continue lendo para saber mais sobre de onde vem esse mito, como uma vagina “apertada” pode ser um sinal de uma doença subjacente, dicas para fortalecer o assoalho pélvico e muito mais.

Como saber se sou frouxa

Como saber se sou frouxa
Como saber se sou frouxa

A primeira coisa que deves saber sobre Como saber se sou frouxa: não existe vagina “frouxa”. Sua vagina pode mudar com o tempo devido à idade e ao parto, mas não perderá seu alongamento permanentemente.

O mito de uma vagina “frouxa” tem sido historicamente usado como uma forma de envergonhar as mulheres por sua vida sexual. 

Afinal, uma vagina “solta” não é usada para descrever uma mulher que faz muito sexo com seu parceiro. É usado principalmente para descrever uma mulher que fez sexo com mais de um homem.

Mas a verdade é que não importa com quem você faz sexo ou com que frequência. A penetração não fará com que a vagina estique permanentemente.

Sua vagina mudará com o tempo

Apenas duas coisas podem afetar a elasticidade da sua vagina: a idade e o parto. Sexo frequente – ou a falta dele – não fará com que sua vagina perca nenhuma parte de seu alongamento.

Com o tempo, o parto e a idade podem causar um afrouxamento leve e natural da vagina. Mulheres que tiveram mais de um parto vaginal têm maior probabilidade de enfraquecer os músculos vaginais. No entanto, o envelhecimento pode fazer com que a vagina se estique ligeiramente, independentemente de você ter tido filhos.

Era

Você pode começar a notar uma mudança na elasticidade da vagina a partir dos 40 anos. Isso porque seus níveis de estrogênio começarão a cair quando você entrar na fase da perimenopausa.

A perda de estrogênio significa que seu tecido vaginal se tornará:

  • mais fino
  • secador
  • menos ácido
  • menos elástico ou flexível

Essas alterações podem se tornar mais perceptíveis quando você atinge a menopausa completa.

Parto

É natural que sua vagina mude após um parto vaginal. Afinal, os músculos vaginais se alongam para permitir que o bebê passe pelo canal do parto e saia pela entrada da vagina.

Depois que seu bebê nascer, você pode notar que sua vagina parece um pouco mais solta do que o normal. Isso é completamente normal. Sua vagina deve começar a recuperar alguns dias após o parto, embora possa não retornar ao seu formato original completamente.

Se você teve vários partos, seus músculos vaginais têm maior probabilidade de perder um pouco de elasticidade. Se você não se sentir confortável com isso, existem exercícios que você pode fazer para fortalecer os músculos do assoalho vaginal antes, durante e depois da gravidez.

Como fortalecer seus músculos vaginais

Os exercícios pélvicos são uma ótima maneira de fortalecer os músculos do assoalho pélvico. Esses músculos fazem parte do seu núcleo e ajudam a apoiar o seu:
  • bexiga
  • reto
  • intestino delgado
  • útero

Quando os músculos do assoalho pélvico enfraquecem com a idade ou o parto, você pode:

  • vazar urina acidentalmente ou passar vento
  • sinta a necessidade constante de fazer xixi
  • tem dor na região pélvica
  • sentir dor durante o sexo

Embora os exercícios para o assoalho pélvico possam ajudar a tratar a incontinência urinária leve, eles não são tão benéficos para as mulheres que apresentam perdas urinárias graves. 

Seu médico pode ajudá-lo a desenvolver um plano de tratamento adequado que atenda às suas necessidades.

Interessante em fortalecer o assoalho pélvico? Aqui estão alguns exercícios que você pode tentar:

Exercícios de Kegel

Primeiro, você precisa identificar os músculos do assoalho pélvico. Para fazer isso, pare no meio do caminho enquanto estiver fazendo xixi. Se tiver sucesso, você terá os músculos certos.

Depois de fazer isso, siga estas etapas:

  1. Escolha uma posição para seus exercícios. A maioria das pessoas prefere deitar-se de costas para Kegels.
  2. Contraia os músculos do assoalho pélvico. Segure a contração por 5 segundos, relaxando por mais 5 segundos.
  3. Repita esta etapa pelo menos 5 vezes consecutivas.

Conforme você ganha força, aumente o tempo para 10 segundos. Tente não apertar as coxas, abdominais ou nádegas durante a fase de Kegels. Concentre-se apenas no assoalho pélvico.

Para obter os melhores resultados, pratique 3 séries de Kegels 5 a 10 vezes por dia. Você deve ver os resultados dentro de algumas semanas.

Exercícios de inclinação pélvica

Para fortalecer seus músculos vaginais usando um exercício de inclinação pélvica:

  1. Fique em pé com os ombros e bumbum contra a parede. Mantenha ambos os joelhos macios.
  2. Puxe o umbigo em direção à coluna. Ao fazer isso, suas costas devem ficar retas contra a parede.
  3. Aperte o umbigo por 4 segundos e depois solte.
  4. Faça isso 10 vezes, até 5 vezes ao dia.