É possível roubar fotos do telefone de outra pessoa?

É possível roubar fotos do telefone de outra pessoa?

Às vezes, a foto interceptada enviada para o telefone de sua esposa, namorado ou vizinho pode ser mais óbvia do que qualquer suposição e mil palavras.

Existem várias maneiras de interceptar fotos:

  1. Spyware;
  2. Correio eletrônico;
  3. Armazenamento na núvem;
  4. Roubo de identidade;
  5. Operadora de telefonia móvel.

Natureza de interesse

Por que as pessoas estão tão interessadas neste tipo de conteúdo e querem ler a correspondência de outras pessoas? A pergunta parece clara e não requer resposta. Mas se você pensar seriamente sobre essas questões, é óbvio que elas são um problema crucial de nossa geração moderna. A cada ano, a Internet consome cada vez mais nossas vidas e os relacionamentos proporcionam cada vez mais a comunicação virtual. E tudo isso cria uma terrível desconfiança nas pessoas mais próximas e queridas, e daí o forte desejo de segui-las.

1. Uso de aplicativos de spyware

“Onde há demanda, há oferta.” É por isso que existem tantos programas de spyware diferentes na World Wide Web. Entre eles, existem alguns da mais alta qualidade e com muitos recursos.

Como começar a espionar?

1.Para começar a usar spyware, acesse o site do programa.

Escolha um desses aplicativos. Nós os testamos para ver se funcionavam.

2. Baixe-o para o seu dispositivo.

3. Visualize as informações necessárias remotamente usando o aplicativo.

Todas as imagens em questão serão transferidas para o seu gadget e depois de analisá-las, você poderá salvar as mais interessantes.

O algoritmo operacional é comum a todos eles e muito simples:

  • Instale secretamente o software apropriado no dispositivo da pessoa que você deseja seguir e, em seguida, defina a função de “captura de foto”.
  • Se você está interessado nas imagens de um determinado programa de mensagens como o WhatsApp, deve acessar as configurações de cada um deles separadamente.
  • Para começar a capturar imagens, selecione o dispositivo desejado entre os listados no seu gadget. Agora que você tem acesso total, pode especificar o número de fotos que deseja visualizar e clicar no botão “Baixar”;
  • Se você deseja salvar uma foto, acesse sua conta pessoal, clique em “Salvar” e especifique a pasta na qual ela será salva;
  • Se todas as fotos capturadas salvas não forem mais necessárias, clique no botão “Apagar tudo”.

2. Email

O e-mail é um dos aplicativos mais usados no dispositivo móvel de uma pessoa. Embora hackear o telefone de alguém remotamente e obter acesso aos arquivos e fotos do sistema seja extremamente difícil, hackear uma conta de e-mail é muito mais fácil. Embora o MMS seja geralmente o método de escolha para quem envia imagens pelo telefone, muitas pessoas ainda usam suas contas de e-mail para compartilhar arquivos.

Veja como algumas fotos “intrigantes” de Scarlett Johansson acabaram em toda a internet no ano passado. O hacker simplesmente encontrou seu endereço de e-mail testando iterações aleatórias de seu nome em combinação com clientes de e-mail comuns, como Gmail ou Yahoo, e então usou o auxiliar de senha esquecida. Depois de responder a perguntas de segurança usando informações públicas e pesquisando na Internet, ele obteve acesso à sua conta de e-mail, que continha algumas de suas fotos.

Quando um hacker tem um endereço de e-mail, as informações às quais ele agora tem acesso se multiplicam. Muitas pessoas preferem o faturamento eletrônico para suas obrigações, incluindo contas de telefone celular. Nessas contas de telefone celular está o número do titular da conta, bem como uma tonelada de outras informações, como chamadas feitas e recebidas. Além disso, se você usa o Gmail, pode enviar mensagens de texto diretamente do cliente de e-mail, o que torna ainda mais fácil entrar em contato com outros contatos.
Portanto, embora o hacking possa não levar você diretamente às imagens, ele pode levá-lo a várias fontes de informação que o aproximarão de seu objetivo, como um número de telefone celular. Com o número do celular do seu alvo em mãos, essas fotos estão ao seu alcance.

3. Armazenamento em nuvem

O serviço iCloud da Apple oferece uma maneira fácil de armazenar e transferir fotos e outras mídias em vários dispositivos.

Embora o comercial exemplifique a comunidade de usuários do iPhone da categoria G, há muitas mães que não jogam futebol e usam seus iPhones com uma mentalidade mais … mental. “Espírito livre.” Com o Photo Stream habilitado (requer OS X Lion ou posterior, iOS 5 ou posterior), as imagens tiradas no seu iPhone vão diretamente para o seu computador e / ou tablet, tudo enquanto está armazenado na nuvem.

Se você acha que a nuvem está segura, pergunte ao repórter do Gizmodo Mat Honan. Sua conta do iCloud foi hackeada por alguém que contatou o suporte da Apple e solicitou uma redefinição de senha trabalhando em questões de segurança e usando as informações disponíveis nas contas de mídia social de Honan. O hacker apagou remotamente todos os dispositivos de Honan e sequestrou a conta do Gizmodo no Twitter. Felizmente para ele, suas fotos não eram do interesse do hacker, mas outras pessoas podem não ter tanta sorte.

4. Roubo de identidade

Com acesso aos números que um telefone celular contatou e acesso às mensagens de texto que foram enviadas dele, não é muito difícil falsificar o número de alguém. Em vez de tentar roubar as fotos do seu telefone, você pode induzi-los a enviá-las diretamente para você. Existem vários telefones celulares falsos e aplicativos de identificação de chamadas que você pode usar para fazer seu número parecer ser de outra pessoa.

Embora nenhum desses métodos seja garantido, há uma boa chance de que um deles (ou uma combinação de alguns) funcione, a menos que seu alvo seja mais experiente em segurança do que a pessoa média. A maioria de nós fornece mais informações do que sabemos on-line, e apenas uma pessoa com mentalidade de oportunidade pode tirar vantagem disso.

No entanto, se você decidir tentar, lembre-se: invadir as contas de e-mail ou de celular de alguém não é apenas uma questão moral, é também totalmente ilegal, portanto, proceda com cautela.

5. Operadora de celular

Às vezes, o provedor de telefonia celular é o ponto de defesa mais fraco para um usuário de telefone celular. Tanto a AT&T quanto a Verizon permitem que os IDs de usuário sejam o número sem fio do cliente. Se você tiver o número de telefone, pode usar o recurso ‘esqueci minha senha’ para solicitar uma senha temporária ou até mesmo alterar a senha completamente, digitando um código PIN de 4 dígitos, que pode ser quebrado à força bruta, ou respondendo a algumas questões de segurança.

Estudos têm mostrado que a maioria das pessoas é péssima na escolha de PINs, então você pode nem mesmo ter que usar força bruta; tente a lista dos mais comuns que as pessoas usam. Uma vez dentro da conta, você tem acesso a todos os usos e dados que o telefone enviou ou recebeu no último período de faturamento.

Aspecto ético

Atenção! Gostaríamos de chamar sua atenção para as seguintes informações: Apesar da abundância de tais programas, podemos alertá-lo: a lei proíbe as ações descritas acima. A violação desta legislação também é espionagem oculta. Se este for seu filho adolescente ou sua amada esposa, provavelmente não terá problemas. Mas com seu colega, isso será outro assunto.

No entanto, estamos bem cientes disso: qualquer que seja o aspecto moral deste assunto delicado, vale a pena infringir a lei as fotos íntimas interceptadas. Aceite que é melhor saber a verdade do que amar uma pessoa que trai. Às vezes, vale a pena o risco.

Embora telefones e computadores de celebridades sejam sempre vulneráveis a ataques, as pessoas comuns também devem ser cautelosas. Por mais cuidadoso que você pense que foi, você enviou aquelas fotos “sinceras” para o seu ex, com um pouco de esforço e acesso a informações públicas, suas fotos também podem ser roubadas.

É possível roubar fotos do telefone de outra pessoa?