Ensine as crianças a se desculparem

Ensinar os filhos a se desculpar é uma das tarefas mais difíceis para os pais. Não tanto porque os pequenos não têm empatia, mas porque muitas vezes tendem a se desculpar de maneiras imprevisíveis e às vezes incompreensíveis. Nas próximas linhas veremos algumas dicas para ter sucesso.

As crianças são empáticas por natureza; quantas vezes você viu seus filhos com lágrimas nos olhos enquanto assistiam a um desenho animado em que algo triste acontecia? Eles são cheios de amor e compaixão pelos outros, mas não se comportam como nós nem seguem regras sociais estabelecidas.

Como pais, nossos deveres também incluem o de ensinando nossos filhos a se comportar de acordo com as regras sociais. Por esse motivo, neste artigo, daremos alguns conselhos sobre como ensinar crianças a se desculparem.

Como ensinar crianças a se desculparem

Criança zangada
Para se desculpar, a criança deve assumir a responsabilidade por suas ações e compreender as emoções dos outros.

“Peça desculpas a ele por bater nele”, “Peça desculpas imediatamente e nunca fale assim comigo”, “Estou esperando que você se desculpe”. Eles já lhe disseram alguma dessas frases ou algo parecido? Certamente.

Às vezes, as palavras saem de nossa boca sem nem mesmo pensar nisso. Nós realmente acreditamos que forçar uma criança a pedir desculpas aprenderá a pedir desculpas? Na verdade não. Repetir “desculpe” de forma forçada não ensina nada à criança, exceto obedecer aos pais.

O objetivo não é fazer com que a criança diga o que esperamos, mas assuma a responsabilidade por seus erros e, para isso, ela deve entender onde errou.

1. Ajude seus filhos a se acalmarem

A maior parte do tempo, situações em que você precisa se desculpar saem do controle porque a criança está com raiva. Bem, pedir a ele que se desculpe naquele momento corre o risco de ser em vão por vários motivos:

  • A criança pode não entender por que deve se desculpar.
  • Ele pode ficar ainda mais bravo.
  • Ele não aprenderá nada com o que aconteceu.

Em vez disso, respire fundo, aproxime-se da criança e afaste-a do local do conflito. Deixe o pequeno se distanciar da situação e dar-lhe tempo para se acalmar. Você pode ajudá-lo conversando com ele, pacientemente, sem pedir que ele se desculpe.

Você também pode estar interessado em: O que podemos aprender com as crianças?

2. Como ensinar as crianças a se desculparem: discutam a situação juntos

Fale com a família para ensinar as crianças a se desculparem
Converse com seus filhos sobre o que aconteceu e deixe-os se expressarem livremente.

Quando seus filhos recuperarem a compostura, você pode prosseguir para analisar o que aconteceu. O que aconteceu exatamente? Deixe-os contar a sua versão da história e expressar seu estado de espírito. Nos conflitos, as emoções são extremamente importantes, na verdade elas são o gatilho para o comportamento da criança.

3. Incentive a empatia e ensine a se desculpar

Agora que você sabe o que aconteceu e por que seus filhos reagiram dessa forma, pergunte como se sentiriam no lugar da outra pessoa envolvida. Você pode até se lembrar de uma situação semelhante que eles próprios experimentaram. A ideia é que as crianças se coloquem no lugar dos outros para que possam entender onde erraram.

Leia também: Brigas entre irmãos e a melhor forma de lidar com eles

4. Pergunte às crianças o que gostariam de mudar na situação

Faça a seguinte pergunta a seus filhos: “Se você pudesse voltar no tempo, o que mudaria em relação ao que aconteceu?” Este exercício os ajuda a pensar em outras maneiras de resolver o conflito.

Embora esse tipo de brainstorming não vá resolver a situação, é, no entanto, uma boa maneira de aprender como gerenciar emoções no futuro.

5. Pergunte como eles poderiam fazer a outra criança se sentir melhor

Pai abraçando seus filhos
Um aspecto importante que tendemos a esquecer é o exemplo. Por meio da observação, as crianças aprendem as ações de suas figuras de referência.

Deixe seus filhos escolherem como se desculpar. Às vezes, ouvir “desculpe” não é o que as crianças precisam ou desejam. Talvez prefiram abraçar a criança com quem brigaram, convidá-la para brincar ou dar-lhe um desenho. O importante é que aprendam a assumir a responsabilidade por seus atos.

O pedido de desculpas deve expressar por que a criança está se desculpando: não apenas pela ação em si, mas por ferir os sentimentos do outro, sugerindo assim uma maneira de resolver o problema. Por exemplo: “Sinto muito ter batido em você, sei que machuquei você e não vou fazer isso de novo.” “Da próxima vez que ficar com raiva, tentarei falar com você em vez de bater em você.”

Finalmente, para ensinar as crianças a se desculparem, devemos primeiro dar o exemplo! Cada vez que cometemos um erro ou reagimos, temos que nos desculpar. Pedir desculpas não é um ato de fraqueza, mas de força. Como pais, precisamos educar nossos filhos pelo exemplo.