Gangliosidose em gatos: sintomas e tratamento

A gangliosidose em gatos é dividida em GM1 e GM2 e é uma doença genética rara que pode afetar gatos pequenos. Vamos ver juntos quais são os sintomas e o tratamento dessa patologia.

gangliosidose em gatos
Gangliosidose em gatos: sintomas e tratamento (Adobe Stock Photo)

Os gatos podem sofrer de muitas doenças, algumas delas são genéticas. Lá gangliosidosi pertence justamente ao grupo de doenças hereditárias de que pode sofrer o felino. Essa patologia pode ser dividida em GM1 e GM2.

Vamos ver juntos quais são os sintomas de gangliosidose em gatos e o que pode ser feito quando esta doença afeta nosso amigo de quatro patas.

Você também pode estar interessado em: Gatos e doenças genéticas: todas as principais doenças felinas

Gangliosidose em gatos: GM1 e GM2

acidente vascular cerebral
(Adobe Stock Photo)

o gangliosidose em gatos é o acúmulo de lipídios dentro do corpo do gato, principalmente no sistema nervoso central e periférico, que causa a interrupção da função celular. Esse acúmulo é causado pela falta de uma enzima capaz de metabolizar os lipídios. Dois tipos de gangliosidose foram reconhecidos em felinos: GM1 e GM2.

Gangliosidosi GM1

o gangliosidosi GM1 é causada pela falta de uma enzima, a beta-galactosidose, que causa um acúmulo de gangliósidos GM1. Esta patologia pode ser encontrada nas seguintes raças de gatos: Siameses e Korat.

Gangliosidosi GM2

o gangliosidosi GM2 é causado pela falta de enzimas beta-esosaminidasi (A e B), que causa um acúmulo de lipídios, chamados gangliosídeos GM2. Esta patologia pode ser identificada nas seguintes raças de gatos: Burmese e Korat.

Gangliosidose em gatos: sintomas e diagnóstico

gato
Hipotireoidismo em gatos. (Adobe Stock Photo)

o gangliosidose em felinos pode ocorrer já nos primeiros 2-3 meses de vida do gato. A sintomas principais desta patologia são:

Os sintomas podem piorar muito rapidamente e levar à morte.

o diagnóstico de gangliosidose é por exclusão, pois alguns dos sintomas listados acima também podem ocorrer para outras patologias do sistema nervoso. Em seguida, o veterinário fará uma série de testes, como:

  • Testes de enzima
  • Teste de urina
  • Hemograma completo
  • Raios X e ultrassons

Além disso, graças ao exame de DNA, é possível identificar felinos portadores ou portadores da doença.

Tratamento e prognóstico

Gato e veterinário
Cuidados com a orelha do gato (Adobe Stock Photo)

o gangliosidosi é uma doença genética fatal e por isso infelizmente não há cura, seja GM1 ou GM2.

A única coisa que o veterinário pode fazer é prescrever uma dieta possível para evitar baixo açúcar em gatos. Em vez disso, a única coisa que você poderia fazer pelo seu amigo de quatro patas é evitar estressar o gato e para forçá-lo a atividades que ele não deseja fazer.

Você também precisa monitorar o açúcar no sangue e os níveis de hidratação. Por fim, tente passar o máximo de tempo possível com o seu gato e ajudá-lo a passar seus últimos meses de vida em paz.