Infecção vaginal por fungos: causas e tratamento

Na vagina existem leveduras naturalmente presentes em quantidades variáveis. Quando eles proliferam fora de controle, eles podem causa uma infecção de fermento vaginal que tende a ser incômoda e irritante.

Publicidade

O produzido pelo fungo Candida é um dos mais comuns. No entanto, é importante ressaltar que não é uma doença sexualmente transmissível, pois não é contraída apenas na relação sexual. Nas próximas linhas entraremos em detalhes sobre as características e sintomas decandidíase vaginal.

Infecção vaginal por fungos: o que é?

Como mencionado, a infecção vaginal por fungos, também conhecida como candidíase, é uma infecção causada pelo crescimento excessivo de vários fungos Candida, o mais comum é o fungo Candida albicans.

Isso ocorre quando há um enfraquecimento do sistema imunológico ou após uma série de circunstâncias que favorecem a proliferação excessiva desse fungo, naturalmente presente na flora intestinal e vaginal.

Publicidade

Estima-se que 3 em cada 4 mulheres são afetadas em algum momento de suas vidas. É um distúrbio geralmente leve, cujos sintomas melhoram em poucos dias e sem complicações.

Embora não seja considerada uma doença sexualmente transmissível, o risco de infecção aumenta com relações sexuais desprotegidas de qualquer tipo, principalmente com contato entre a boca e os órgãos genitais. Se as medidas preventivas apropriadas não forem tomadas, pode ser repassado ao parceiro sexual.

Embora seja raro, esta infecção por fungos também pode ocorrer no pênis e no escroto, causando coceira, vermelhidão e inchaço da área.

Leia também: Testes para doenças sexualmente transmissíveis

Candidíase vaginal
A infecção vaginal do fermento é uma doença causada pelo crescimento excessivo do fungo Candida albicans. Embora não seja considerada uma doença sexualmente transmissível, também pode ser contraída por meio de relações sexuais.

As causas da infecção vaginal por fungos

A vagina hospeda naturalmente fungos e bactérias em diferentes proporções. A quantidade dos diferentes microrganismos responde a um equilíbrio: a ação dos lactobacilos, por exemplo, evita a proliferação excessiva de fungos.

Publicidade

Quando esse equilíbrio é alterado, criam-se condições ideais para a proliferação de alguns microrganismos, como o fungo Candida. A proliferação ou penetração excessiva dessa levedura nas camadas celulares mais profundas causa infecção vaginal por fungos. As principais causas desse distúrbio são:

  • Mudanças no equilíbrio da flora bacteriana: Tomar antibióticos para tratar outras infecções pode causar alterações na mucosa vaginal, levando à proliferação desta levedura.
  • Desequilíbrios hormonaisA infecção por fungos é mais comum em mulheres com altos níveis de estrogênio. Isso pode afetar tanto mulheres grávidas quanto aquelas em tratamento hormonal que estimula sua produção.
  • Sistema imunológico prejudicado de corticoterapia, HIV, obesidade, diabetes ou câncer.
  • Mudanças no pH vaginal. O pH básico facilita a proliferação de leveduras associadas a essa infecção.

Sintomas

Os sintomas mais comuns de infecção vaginal por fungos são:

  • Corrimento vaginal espesso e branco e geralmente inodoro.
  • Patina esbranquiçada e pastosa na vagina e vulva.
  • Inflamação, coceira e irritação da vulva.
  • Dor ao urinar
  • Relações sexuais problemáticas.
  • Úlceras ou feridas nos lábios vaginais.
Mulher com infecção genital
A infecção vaginal do fermento pode irritar as partes íntimas, alterar as secreções vaginais e causar desconforto durante a relação sexual.

Você também pode estar interessado em: Candidíase vulvovaginal: tudo que você precisa saber

Tratamento de infecção vaginal por fungos

Esta infecção pode ser facilmente curada em poucos dias com o uso de medicamentos antifúngico. Se não é a primeira vez que você sofre desse distúrbio e reconhece os sintomas, você pode comprar as fórmulas sem prescrição diretamente na farmácia.

Se você contrair a infecção pela primeira vez, no entanto, é aconselhável consultar um médico para uma avaliação cuidadosa e indicar como reconhecê-la no futuro. É extremamente importante completar todo o tratamento e seguir corretamente as instruções de uso dos medicamentos.

Publicidade

A abstinência sexual é recomendada durante toda a duração do tratamento. O sexo oral e vaginal deve ser evitado, pois a fricção pode irritar ainda mais a área afetada. Também deve ser observado que algumas pomadas usadas para tratar infecções vaginais de fermento contêm óleos que podem causar o rompimento de alguns preservativos.

Medidas de prevenção

Entre as recomendações gerais para a prevenção da infecção vaginal por fungos, mencionamos:

  • Vestir cueca de algodão, sem tintas ou corantes.
  • Troque os tampões e absorventes higiênicos com freqüência.
  • Intensifique as medidas de higiene durante o período menstrual.
  • Evite o uso de sabonetes e perfumes agressivos nas partes privadas.
  • Limite a ingestão de açúcar.
  • Leve um estilo de vida saudável através de uma alimentação equilibrada e atividades esportivas regulares.

Não subestime os sintomas

A infecção vaginal do fermento não é uma doença sexualmente transmissível (DST), pois também pode ser transmitido de outras maneiras. No entanto, o contato sexual é uma forma de transmissão.

Portanto, é fundamental ter cuidado e tomar medidas de proteção, como o preservativo, durante as relações sexuais. Aos primeiros sintomas, é importante entrar em contato com o seu médico para receber o tratamento adequado.