Intradermoterapia pressurizada antes e depois

Em muitos casos, mesmo com atividade física os problemas estéticos podem permanecer. Com isso, os procedimentos estéticos se tornam fundamentais para recuperar a autoestima e a confiança.

A intradermoterapia é uma técnica que virou tendência no mundo estético, já que é um procedimento pouco invasivo e promete ótimos resultados.

Ela se baseia na aplicação de enzimas no local que vai ser tratado. O aparelho realiza a aplicação sem a necessidade de agulhas.

Intradermoterapia pressurizada antes e depois

Intradermoterapia pressurizada antes e depois
Intradermoterapia pressurizada antes e depois

Dieta inadequada, sedentarismo e desequilíbrio hormonal, podem levar ao acúmulo de gordura, Intradermoterapia pressurizada, às vezes mesmo em pessoas que mantém hábitos saudáveis e aparentemente magras.

Não conseguem se livrar das gordurinhas localizadas. Por vários motivos, mas o principal é o fator genético. A estética veio para mudar o que até então parecia não ter solução!

Uma técnica que vem conquistando cada vez mais adeptos é a Intradermoterapia pressurizada, que consiste em um procedimento minimamente invasivo.

Baseado na aplicação de enzimas diretamente no local a ser tratado, feita por um aparelho de injeção sem agulhas.

É indicada para o tratamento da celulite, gordura localizada, estrias, cicatrizes, flacidez, papada, definição abdominal, alopécia e rejuvenescimento da pele da face, tanto em homens, quanto em mulheres.

O grande diferencial está nas diferentes composições dos ativos, que devem ser preescritos pelo profissional, de acordo com o biotipo e necessidades de cada paciente.

Como é realizado o procedimento de intradermoterapia pressurizada?

O tratamento consiste na aplicação de enzimas na camada mais profunda da pele. Além de dispensar as temidas agulhas, a Intradermoterapia pressurizada oferece uma boa distribuição da enzima ao ser aplicada.

Os resultados podem ser observados desde a primeira sessão, podendo ser potencializados por meio da associação de técnicas e tecnologias.

Quais as reações da intradermoterapia pressurizada?

Após aplicação, pode ocorrer dor local, edema, hematomas ou equimose (manchas roxas).

A Intradermoterapia é contraindicada aos pacientes cardíacos não controlados, com problemas hepáticos, renais, disfunções da tireoide, e alérgicos às substâncias aplicadas. O paciente após aplicação segue sua rotina normal.

A gordura resultante do processo de quebra das moléculas adiposas ficará no corpo até sua eliminação pelas vias que podem ser a queima energética.

Suor, fezes e urina, sem atividade física a gordura que não foi eliminada será reabsorvida e novamente armazenada.

Para quem a intradermoterapia pressurizada é indicada?

A intradermoterapia é indicada para casos de:

  • celulite;
  • gordura localizada;
  • estrias;
  • flacidez;
  • papadas;
  • alopécia.

Além disso, atua no rejuvenescimento da pele da face e na definição abdominal, tanto em homens quanto em mulheres.

Quais são as áreas mais tratadas?

O tratamento, normalmente, acontece em regiões, como:

  • abdômem;
  • parte de baixo do queixo;
  • glúteos e coxas;
  • braços.

Qual o diferencial da intradermoterapia?

A grande diferença entre esse tratamento e os demais está na composição do tratamento, que é prescrito pelo profissional de acordo com as necessidades, desejos e o biotipo dos pacientes.

Dessa forma, o tratamento passa a ser único.

Como o procedimento é realizado?

O tratamento é realizado com aplicação de enzimas nas camadas profundas da pele. Como não precisa de agulha, a distribuição é adequada para que os resultados apareçam mais rápido.

Os ativos utilizados agem no local dissolvendo a gordura e fazendo a síntese de colágeno, naturalmente.

Além disso, a técnica estimula o metabolismo celular com regeneração e desintoxicação. Assim, observa-se a recuperação do tônus muscular. Mais que isso, minimiza as imperfeições do local.

Quais melhorias a intradermoterapia pode trazer?

Diversos benefícios podem ser notados, como:

Rosto e colo:

  • recuperação de contornos naturais;
  • suavização de olheiras, linhas de expressão e rugas;
  • proporciona maciez e brilho na pele;
  • diminuição da papada.

No corpo:

  • combate à flacidez, gordura localizada e estrias;
  • redução de medidas;
  • remodelação das cinturas.

Quando é possível ver os primeiros resultados?

Os resultados podem ser observados já nas primeiras aplicações e podem ser potencializados com o uso de outras técnicas.

Há reação adversa na intradermoterapia pressurizada?

Depois da aplicação, pode existir:

  • dor local;
  • edemas;
  • hematomas.

Para quem a intradermoterapia é contraindicada?

A intradermoterapia não é indicada para pessoas que têm:

  • problemas cardíacos não controlados;
  • problemas hepáticos;
  • disfunção na tireóide;
  • dificuldades renais;
  • alergias às substâncias aplicadas.

Como é o pós intradermoterapia?

Depois da aplicação, o paciente segue a rotina normal. A gordura quebrada continua no corpo até que seja eliminada por diversas vias, como:

  • fezes e urina;
  • queima energética;
  • suor.

A atividade física é um processo importante para fazer com que a gordura eliminada não seja absorvida novamente pelo corpo.

Como é o antes e o depois da intradermoterapia?

Ver depoimentos de quem já passou pelo procedimento ajuda as pessoas a decidirem passar pelo mesmo processo, não é mesmo?

Quais são os principais equipamentos de intradermoterapia pressurizada?

Veja quais são os equipamentos mais utilizados para intradermoterapia:

Como você viu, a intradermoterapia é um procedimento interessante para quem deseja tratar gordura localizada, flacidez, celulite e outros problemas estéticos.

Entretanto, o paciente ainda precisa realizar atividades físicas e melhorar sua alimentação, para que os resultados sejam melhores.