Linfonodo sentinela: o que é e por que é importante?

As patologias oncológicas muitas vezes são acompanhadas por vários procedimentos médicos. A técnica do linfonodo sentinela salva algumas etapas e para evitar cirurgias desnecessárias.

Publicidade

O linfonodo sentinela é a primeira glândula linfática para a qual as células que se separam do tumor primário são direcionadas. Não são metástases, no sentido amplo do termo, mas o mecanismo é semelhante. De uma massa tumoral localizada, as células movem-se para outras áreas do corpo e algumas chegam ao nódulo linfático mais próximo.

O linfonodo sentinela é de fundamental importância na identificação do estágio do câncer de mama, portanto, determinar a real extensão da neoplasia no corpo. Por meio da biópsia do linfonodo sentinela, o curso da doença pode ser previsto.

Além disso, ajuda a planejar a terapia. Com base na extensão do tumor, o tratamento adequado será escolhido entre cirurgia, quimioterapia e radioterapia ou qualquer outra combinação.

Preveja o curso da doença graças ao linfonodo sentinela

A biópsia do linfonodo sentinela provou ser um importante passo à frente no campo da oncologia. Antes dessa técnica, uma mulher com câncer de mama era submetida a uma cirurgia para remover grande parte da cadeia linfática da axila mais próxima da neoplasia.

É um procedimento invasivo cujo efeito adverso mais comum é o linfedema, ou seja, a obstrução da circulação linfática. Em seguida, o fluido linfático flui para os tecidos moles, fazendo com que o membro superior do lado da intervenção inche e inflama.

A cirurgia para retirada de toda a cadeia linfática tinha dois objetivos: diagnosticar a extensão e tratar uma metástase já localizada. Mesmo assim, se o resultado da próxima biópsia fosse negativo, toda a operação foi em vão e o paciente teve que enfrentar as consequências físicas da operação.

O objetivo da biópsia do linfonodo sentinela é evitar a cirurgia, sempre que possível melhorando assim a qualidade de vida do paciente. A incisão é menor e os gânglios linfáticos são removidos apenas se a anatomia patológica revelar a presença de células malignas.

Publicidade
Linfonodo sentinela na axila de uma mulher.
No câncer de mama, o linfonodo sentinela está localizado próximo à axila, próximo à neoplasia.

Leia também: Linfonodos inflamados: o que fazer?

Biópsia de linfonodo sentinela

Biópsia de linfonodo sentinela faz parte do protocolo para alguns cânceres de mama. A utilidade desse procedimento na presença de melanomas está sendo testada, mas ainda não temos dados definitivos.

Como explicado, uma amostra do linfonodo mais próximo ao tumor inicial é retirada a fim de localizar a presença de células malignas. Se o resultado for negativo, é certo que a neoplasia é localizada. Prosseguimos com uma pequena incisão em comparação com uma cirurgia para remoção da cadeia linfática.

Este procedimento, no entanto, não é sem efeitos indesejáveis. Os mais comuns são o sangramento subsequente da ferida e a infecção da área da incisão. No entanto, o risco é muito baixo.

Para saber mais: Biópsia líquida: em que consiste?

Como localizar o linfonodo sentinela?

Teste de diagnóstico de câncer de mama.
A escolha do melhor método para localizar o linfonodo sentinela dependerá da equipe médica.

Para prosseguir com a biópsia, o linfonodo sentinela deve primeiro ser identificado. A equipe médica utiliza algumas técnicas que tornam essa glândula mais perceptível que as outras. Isso permitirá que o cirurgião identifique sua localização exata.

A radioatividade é uma das técnicas utilizadas. Para tanto, uma solução líquida de baixa radioatividade é injetada próximo ao tumor primário. Uma parte dessa solução será absorvida pelos gânglios linfáticos subjacentes, tornando o linfonodo sentinela mais próximo da neoplasia radioativo e, portanto, visível aos instrumentos de diagnóstico.

Outra técnica envolve o uso de um corante biológico verde ou azul. Em vez de usar uma substância radioativa, um corante biológico é injetado que, saindo do tumor primário, viaja até o linfonodo mais próximo, tornando-o reconhecível.

A escolha do método mais adequado para a detecção do linfonodo sentinela depende do julgamento da equipe médica. Eles são eficientes e têm efeitos negativos mínimos. A substância radioativa é injetada em quantidades mínimas, portanto não causa efeitos radioativos nas células.

Quanto ao corante biológico, a única desvantagem poderia ser uma leve coloração azul ou verde na urina, por onde é eliminado.

Como interpretar os resultados da biópsia?

Depois de realizada a biópsia, há duas maneiras de proceder. Se o resultado for negativo, significa que nenhuma célula maligna foi detectada e, portanto, nenhuma outra cirurgia será realizada. Continuaremos com o estadiamento da neoplasia, iniciando o tratamento mais adequado.

Se o resultado for positivo, uma cirurgia mais invasiva terá que ser realizada. Isso significa que as células cancerosas foram detectadas nos gânglios linfáticos próximos e então o câncer começou a se espalhar.

Como sempre recomendamos na área de oncologia, é importante agir com prontidão. Quanto antes você se submeter aos testes de diagnóstico apropriados, mais cedo poderá intervir com o tratamento adequado.