Meu cachorro pode comer cuscuz

Você sabe se o cachorro pode comer cuscuz? Aqui está a resposta! Meu cachorro pode comer cuscuz? Na verdade, o cuscuz é um dos grãos inteiros recomendados para a comida caseira de cachorro.

O cuscuz contém selênio, um antioxidante que se acredita ajudar a prevenir o câncer. Mas os cães não devem comer muito selênio, por isso é importante não servir porções gigantescas de cuscuz.

É melhor servir porções menores de cuscuz misturado com outros ingredientes. O cuscuz também contém fibra dietética, proteínas, magnésio e vitamina B6.

Cachorro pode comer cuscuz?

O cão pode comer cuscuz; a resposta é sim pode, fornecido com as precauções necessárias, o cachorro pode comer. 

Em primeiro lugar é bom servir a comida bem cozinhada e não excessivamente temperada.

O cuscuz é bom para cães com diarreia? A resposta rápida: sim, os cães podem comer cuscuz cozido em quantidades moderadas.

Muito tempero pode machucar o cão; portanto, é bom dosar o sal (se quiser, também pode ficar sem ele). Uma quantidade excessiva, além de pouco apetitosa, causaria sede excessiva no cão, afetando também a micção.

É melhor limitar a quantidade de cuscuz ingerida a algumas gramas e no máximo duas vezes por semana.

A forma ideal de dar cuscuz ao seu cão é misturá-lo com carne (de preferência frango ou cordeiro) durante a refeição principal. Uma alternativa é fazê-lo comer alguns gramas como lanche.

O cuscuz é um grão integral feito de trigo duro ou cevada, que é um alimento básico no norte da África e está se tornando mais popular nas dietas ocidentais.

Publicidade

Benefícios e riscos do cuscuz para cachorro

Muitas vezes, os efeitos positivos ou negativos de um produto para o cão estão ligados à quantidade que lhe administramos: este princípio também se aplica ao cuscuz.

Esse alimento contém várias proteínas e fibras, além de magnésio e selênio. Este último é um componente com ação antioxidante e auxilia na prevenção do câncer canino.

No entanto, o selênio pode ser tóxico para os cães se administrado em quantidades excessivas. Os riscos estão, então, ligados principalmente ao curativo.

É sempre necessário evitar os alimentos temperados com cebola, que são tóxicos para o cão, e também os alimentos muito salgados. Como mencionado, a sede excessiva causa um aumento na micção, o que, a longo prazo, pode causar insuficiência renal no cão.

Seu cão gostará de cuscuz cozido servido simples (sem alho, cebola, temperos) e misturado com carne e vegetais.

Essa combinação, no equilíbrio e tamanho da porção adequados, pode ser um substituto saudável para a comida de cachorro comprada em lojas.

O cuscuz de trigo integral é mais nutritivo do que a variedade normal. É feito de farinha de trigo duro integral. Contém 5 a 6 gramas de fibra por porção, o que pode ajudá-lo a atingir sua quantidade diária recomendada de fibra.