Previna a osteoporose com laticínios?

A prevenção da osteoporose com laticínios tem sido uma prática popular por décadas. Porém, esse é um link que está sendo questionado hoje. Embora esses alimentos sejam ricos em cálcio, outros fatores, como exercícios ou níveis de vitamina D, parecem ser mais eficazes na luta contra a osteoporose, comum em mulheres na pós-menopausa.

Publicidade

É uma condição irreversível, por isso é fundamental preveni-la. Uma vez que o osso começa a desmineralizar, ele de fato não recupera o cálcio perdido. É importante preencher os depósitos deste sal mineral com antecedência.

Apesar de uma crença generalizada, existem alimentos que fornecem mais cálcio do que laticínios. Os vegetais de folhas verdes são um exemplo disso. Apesar disso, eles contêm grandes quantidades de fitatos ou fibras, razão pela qual a biodisponibilidade do cálcio pode ser reduzida.

De acordo com artigo publicado na revista Avaliações de pesquisa de nutrição, a associação entre oalto consumo de laticínios e menor perda de massa óssea ainda não está definitivamente confirmado. Algumas pistas sugerem que o consumo diário de leite pode reduzir o risco de fraturas ósseas, mas esta ligação não é suportada por dados conclusivos.

Médico e paciente com osteoporose.
A osteoporose, ou falta de densidade de cálcio nos ossos, é um problema frequente da menopausa.

Em vez de prevenir a osteoporose com laticínios, é mais eficaz manter níveis ideais de vitamina D. Graças a esse nutriente, os ossos absorvem e fixam o cálcio, reduzindo o risco de fraturas. É o que afirma um estudo publicado na revista. Osteoporose Internacional.

A exposição frequente à luz solar é essencial para garantir níveis adequados de vitamina D. Dessa forma, estimula-se sua produção endógena, evitando doenças de médio e longo prazo.

A vitamina D também pode ser obtida por meio da alimentação, embora em pequenas quantidades. Os melhores alimentos nesse sentido são peixes oleosos, ovos e laticínios enriquecidos. Também está presente em alguns cogumelos.

Fora da dieta, o treinamento de força é uma forma eficaz de aumentar a massa muscular e a densidade óssea. Praticar esportes regularmente reduz o risco de fraturas a médio e longo prazo. Portanto, é considerado um fator de proteção contra a osteoporose.

Por esta razão, combinar dieta com esporte é uma boa maneira de prevenir a osteoporose em mulheres na menopausa. Esses bons hábitos devem ser mantidos por uma boa parte da vida, não apenas quando a osteoporose está sobre nós.

Publicidade
Menina correndo ao longo da praia.
Esportes e exposição ao sol são hábitos eficazes na prevenção da osteoporose.

Leia também: Praticar esportes após os 50: algumas dicas a seguir

Os produtos lácteos trazem outros nutrientes saudáveis ao nosso corpo. Alguns contêm probióticos, que podem melhorar a saúde intestinal; mas esse grupo de alimentos não é mais útil do que muitas outras alternativas se você quiser prevenir a osteoporose.

Por outro lado, o fornecimento de vitamina D, que permite aos ossos absorver e fixar o cálcio, pode ajudar. É uma vitamina bastante deficiente na população, devido aos baixos níveis de exposição solar, por isso recomenda-se incluir na dieta alimentos ricos nela. Em alguns casos, a suplementação pode ser necessária.

Por outro lado, os esportes de força são considerados protetores contra a perda óssea. Praticar exercícios regularmente reduz o risco de fratura após a menopausa. Uma combinação de dieta e exercícios seria o plano preventivo ideal.