A biotecnologia está cada vez mais próxima da cirurgia plástica e das próteses de silicone voltadas às mamas.

De fato, o tratamento reparador ou estético vem incorporando progressivamente novos procedimentos, implantes, biologia celular e engenharia de tecidos.

A FDA aprovou implantes para aumentar o tamanho da mama, para reconstrução após cirurgia ou trauma de câncer de mama e para corrigir defeitos de desenvolvimento.

 O FDA também aprovou implantes mamários para corrigir ou melhorar o resultado de cirurgias anteriores.

Protese de silicone antes e depois

Protese de silicone antes e depois
Protese de silicone antes e depois

Existem dois tipos de Protese de  mama aprovados pela FDA: preenchidos com soro fisiológico (solução de água salgada) e preenchidos com gel de silicone. 

Ambos têm uma casca externa de silicone e variam em tamanho, espessura da casca, textura da superfície da casca e forma (contorno).

Conheça os riscos dos implantes mamários

Os implantes aprovados pela FDA passam por extensos testes antes da aprovação para demonstrar uma garantia razoável de segurança e eficácia. Ainda assim, existem riscos associados a todos os implantes mamários, incluindo:

  • cirurgias adicionais
  • Linfoma anaplásico de grandes células associado ao implante mamário (BIA-ALCL), sendo um câncer do sistema imunológico
  • Sintomas sistêmicos, comumente referidos como Doença do Implante Mamário (BII)
  • Contratura capsular (tecido cicatricial que aperta o implante)
  • Dor no peito
  • Ruptura (rasgos ou furos na casca) de implantes preenchidos com solução salina e preenchidos com gel de silicone
  • Deflação (com mudança visível no tamanho da mama) de implantes preenchidos com solução salina
  • Ruptura silenciosa (sem sintomas) de implantes preenchidos com gel de silicone
  • Infecção

O silicone usado para implantes mamários difere do silicone injetável. O silicone injetável não é aprovado pela FDA para aumento de mama, reconstrução de mama ou contorno corporal.

Os implantes mamários não são dispositivos para toda a vida

Quanto mais tempo você tiver implantes mamários, maior a chance de desenvolver complicações, algumas das quais exigirão mais cirurgia.

A vida útil dos implantes mamários varia de pessoa para pessoa e não pode ser prevista. 

Isso significa que todos com implantes mamários podem precisar de cirurgias adicionais, mas ninguém pode prever quando. As pacientes também podem solicitar cirurgias adicionais para modificar o tamanho ou a forma de seus seios.

Entenda os rótulos dos implantes

Para ajudar os pacientes a estarem cientes dos riscos dos implantes mamários antes da cirurgia, o FDA exige que todos os implantes mamários aprovados pela FDA incluam rótulos com informações fáceis de entender sobre os benefícios e riscos associados ao produto.

 Este requisito visa melhorar as conversas que os pacientes têm com seu médico sobre os benefícios e riscos dos implantes. 

As informações obrigatórias do rótulo incluem uma lista de verificação de decisão do paciente que destaca as principais informações de risco; informações de aviso em caixa para torná-lo visível;

 E um cartão do dispositivo do paciente com informações específicas do implante do paciente, como número de série ou lote, estilo e tamanho.

A FDA restringe a venda e distribuição de implantes mamários apenas a prestadores de cuidados de saúde e instalações que fornecem informações aos pacientes usando a Lista de Verificação de Decisão do Paciente. 

O paciente deve ter a oportunidade de rubricar e assinar a lista de verificação antes de concordar com a cirurgia e deve ser assinada pelo médico que implanta o dispositivo.

Além disso, a FDA aconselha os pacientes a ler o Resumo dos Dados de Segurança e Eficácia e o rótulo do produto de cada implante para conhecer os materiais usados ​​para construir o dispositivo, as características do dispositivo e os preenchimentos usados. 

O Resumo dos Dados de Segurança e Eficácia foi preparado para todos os implantes mamários de silicone e solução salina aprovados. 

O Resumo dos Dados de Segurança e Eficácia e o rótulo do produto fornecem informações sobre as indicações de uso, riscos, advertências, precauções e estudos associados à aprovação do dispositivo pela FDA.

O Resumo de dados de segurança e eficácia também fornece informações sobre o estudo clínico usado para aprovação do dispositivo.

 As complicações mais graves são aquelas que levam a novas cirurgias, como rupturas ou contratura capsular, ou o diagnóstico de BIA-ALCL.

Converse com seu cirurgião

Os cirurgiões avaliarão a forma, o tamanho, a textura da superfície, a colocação do implante e o local da incisão para cada pessoa. 

Pergunte ao seu cirurgião sobre a experiência dele realizando cirurgias de implante mamário, o procedimento cirúrgico e as maneiras como o implante pode afetar sua vida.

Informe o seu cirurgião sobre cirurgias anteriores e a resposta do seu corpo. Por exemplo, mencione se as cirurgias resultaram em mais tecido cicatricial do que o esperado.

 Fale também sobre suas expectativas. Essas discussões ajudarão você e seu cirurgião a tomar decisões para obter a aparência desejada, incluindo decisões sobre a localização e o tamanho da incisão, bem como o tamanho, material, textura e colocação do implante.

Muitos pacientes são submetidos a operações adicionais para alterar o tamanho do implante. Para alcançar os melhores resultados após o primeiro procedimento, é necessário um planejamento cuidadoso e expectativas razoáveis.

Saiba mais sobre os riscos a longo prazo dos implantes mamários

A FDA identificou uma associação entre implantes mamários e o desenvolvimento de linfoma anaplásico de grandes células associado a implante mamário (BIA-ALCL), um tipo de linfoma não Hodgkin. 

Pacientes com implantes mamários podem ter um risco aumentado de desenvolver esse câncer, que se desenvolve principalmente no fluido ou tecido cicatricial que envolve o implante.

Os implantes mamários têm superfícies lisas ou texturizadas (cobertas). BIA-ALCL se desenvolve mais frequentemente em pacientes com implantes texturizados do que naqueles com implantes de superfície lisa.

Como outros linfomas, BIA-ALCL é um câncer do sistema imunológico e não do tecido mamário.

Alguns pacientes de implante também relataram problemas de saúde, como doenças do tecido conjuntivo (como lúpus e artrite reumatóide), problemas de amamentação ou problemas reprodutivos. 

Atualmente, não há evidências suficientes para apoiar uma associação entre implantes mamários e esses diagnósticos.

Além disso, alguns pacientes que receberam implantes mamários relataram uma variedade de sintomas sistêmicos, como dores nas articulações, dores musculares, confusão, fadiga crônica, doenças autoimunes e outros. 

O risco individual de pacientes desenvolverem esses sintomas não foram bem estabelecido.

Monitore seus implantes mamários

Em geral, siga as instruções do seu cirurgião sobre como monitorar seus implantes mamários.

Se você notar quaisquer sinais ou sintomas incomuns, comunique-os imediatamente ao seu cirurgião ou profissional de saúde. 

Os profissionais de saúde e os pacientes são incentivados a relatar eventos adversos ou efeitos colaterais relacionados ao uso desses produtos ao Programa de Informações de Segurança e Relatório de Eventos Adversos MedWatch da FDA.

Além disso, siga as instruções do seu médico para exames de imagem de câncer de mama, pois isso pode diferir para pacientes que fizeram mamoplastia de aumento e pacientes que fizeram exames de câncer de mama. 

Se você está marcando uma consulta para uma mamografia, diga ao centro de mamografia que você tem implantes mamários e pergunte o que você pode esperar em relação à mamografia com implantes mamários.

Seu cirurgião ou profissional de saúde também pode recomendar outros exames, como ultrassonografia ou ressonância magnética (RM). A FDA recomenda que pacientes com implantes de silicone façam exames periódicos para rupturas silenciosas.

Se você tiver dúvidas específicas sobre implantes mamários, pergunte ao seu cirurgião ou profissional de saúde.