Quantas gotas de própolis devo tomar

No artigo de hoje vais ficar a saber Quantas gotas de própolis devo tomar, no nosso guia completo.

A própolis é um dos medicamentos mais antigos do mundo. A pesquisa sugere que pode ajudar a combater infecções, estimular o sistema imunológico e melhorar o diabetes tipo 2. Usado desde os tempos pré-históricos, os antigos egípcios até o consideravam sagrado.

Continue lendo para aprender sobre os benefícios potenciais da própolis para a saúde, junto com seus efeitos colaterais mais comuns e informações sobre dosagem.

O que é própolis?

A forma natural da própolis – também conhecida como cola de abelha – é uma resina dura e quebradiça que se torna muito pegajosa e cerosa quando aquecida. A palavra própolis significa “subúrbio” em grego, pois as abelhas usam a própolis para estender e defender suas colméias.

A própolis é produzida pelas abelhas a partir de partes de plantas e seiva. As abelhas usam a própolis como um tipo de cimento para construir, reparar e proteger suas colmeias contra bactérias e intrusos.

Observando abelhas, humanos em todo o mundo aprenderam há milênios a usar a própolis como suplemento de saúde, “cura para tudo”, e até mesmo para rituais como a mumificação

Quantas gotas de própolis devo tomar

Quantas gotas de própolis devo tomar
Quantas gotas de própolis devo tomar

Resina produzida por abelhas, a própolis tem propriedades curativas naturais. A evidência clínica é limitada para apoiar as recomendações de dosagem específicas para a própolis.

A maneira  mais fácil de usar e encontrar a própolis no mercado é em  solução hidroalcoólica, o que nos permite utilizá-la de diversas formas:

Em três doses diárias, meia hora antes das refeições, diluída em água,  chá, leite, etc. Quantas gotas de própolis devo tomar? A dose é variável (10 a 12 gotas por dia).

A  própolis não apresenta contra-indicações  que restrinjam seu uso. Só é recomendado tomar com cautela na primeira vez e observar se aparece algum tipo de alergia ao produto.

Possíveis efeitos colaterais

Não use própolis se você tem asma ou é alérgico a subprodutos de abelha (incluindo mel), coníferas, choupos, bálsamo do Peru e salicilatos.

A própolis pode retardar a coagulação do sangue e aumentar o risco de sangramento em pessoas com distúrbios hemorrágicos ou durante a cirurgia.

Dosagem e preparações

A própolis está disponível em várias formas, incluindo comprimidos, cápsulas, pó, extrato e pastilha. Quando usado topicamente, é encontrado em pomadas, cremes, loções e outros produtos de cuidados pessoais.

Não há dose diária recomendada de própolis e não há estudos humanos suficientes para determinar a quantidade de própolis que deve ser ingerida para sustentar as condições de saúde.

Alergias, riscos e efeitos colaterais

Pessoas alérgicas a mel, pólen de abelha, geleia real, coníferas ou choupos não devem usar própolis, a menos que testado primeiro por um especialista em alergia.

A própolis pode aumentar o risco de sangramento em pessoas que tomam medicamentos para afinar o sangue ou que apresentam distúrbios hemorrágicos.

Como a própolis pode retardar a coagulação do sangue, você deve parar de tomar própolis pelo menos duas semanas antes de qualquer cirurgia programada.

Quando se trata de infecções parasitárias como a giardíase, a própolis não deve ser usada como único tratamento para parasitas sem antes consultar um médico.