Se um dos principais indicadores da gravidez é a interrupção da menstruação, depois que a mãe dá à luz, o sangramento mensal, já velho conhecido das mulheres, não volta de imediato.

O período do pós-parto, também chamado de puerpério, assim como toda a gestação, não possui características exatamente iguais para todas as mamães. Pode parecer óbvio, mas é sempre bom ressaltar que, assim como cada mulher, seu organismo também é único.

E demora um bocado para que tudo volte “ao normal”. Isso se deve, principalmente, à ação dos hormônios.Sendo assim, vamos juntas investigar os mistérios da menstruação pós-partoque permeiam nossa mente e coração – que não é para menos!

Quanto tempo leva para normalizar a menstruação depois do parto

Quanto tempo leva para normalizar a menstruação depois do parto
Quanto tempo leva para normalizar a menstruação depois do parto

É difícil precisar Quanto tempo levará para normalizar a menstruação depois do parto, pois cada pessoa é diferente.

Se você amamentar seu bebê com mamadeira ou combinar a alimentação com mamadeira com a amamentação, sua primeira menstruação pode começar 5 a 6 semanas após o parto tomando o curso para a normalização.

Se você amamentar totalmente (inclusive à noite) sem usar mamadeira, seus períodos podem não recomeçar até que você pare de amamentar ou até que pare de amamentar à noite.

Isso ocorre porque o hormônio que faz com que seu corpo produza leite materno pode impedir que seu corpo produza os hormônios que controlam a menstruação.

Como seu bebê começa a mamar com menos frequência, cerca de 3 mamadas por dia, você pode começar a “manchar”. Spotting é um período leve e irregular que geralmente aparece como manchas de sangue.

Quando a menstruação volta após o parto?

A resposta para essa pergunta é: depende! Isso porque devemos levar em consideração a diferença dos nossos corpos, como está sendo o nosso pós-parto e, um dos fatores mais importantes, o processo de amamentação. Assim, a estimativa médica é estabelecida como sendo:

  • Amamentação exclusiva: a menstruação volta a se normalizar após os 6 meses;
  • Amamentação junto com fórmula: leva em torno de 3 a 4 meses para voltar ao normal;
  • Amamentação com fórmula: regulariza até 3 meses depois do parto.

Você deve estar se perguntando agora qual a relação entre o ciclo menstrual e a amamentação, e a resposta é simples: após o bebê nascer, começa a ser gerado em nosso organismo um hormônio chamado prolactina, que estimula a produção de leite por meio das glândulas mamárias e acaba inibindo a ovulação.

Assim, se a amamentação é feita exclusivamente pelo seio, a produção de prolactina será constante e, consequentemente, haverá um atraso maior da menstruação.

Já para as mulheres que, por motivos pessoais e médicos, alternam entre leite materno e fórmula ou só fazem o uso do produto artificial na alimentação do neném, os níveis de hormônio serão menores e, por isso, o ciclo menstrual volta a ser regularizado mais cedo.

Inclusive, é sempre bom lembrar que, assim como a maternidade, a amamentação deve ser uma escolha, e não uma obrigação.

Se você está passando pelo pós-parto e teve conhecimento de mulheres que menstruaram mais cedo ou mais tarde que você, não se preocupe.

Como dissemos, cada corpo é um corpo e possui suas diferenciações físicas, hormonais e emocionais. E está tudo bem, ok?

Caso as dúvidas permaneçam, aconselhamos que você busque auxílio do seu ginecologista ou profissional responsável por esse período tão delicado. Todo apoio é bem-vindo, ainda mais para esclarecer as dúvidas que insistem em rodear nossa cabecinha.

Ah, e mais um detalhe importante: após o parto, muitas mulheres passam pelo processo de loquiação, que pode ser confundido com a menstruação.

Dessa maneira, é sempre bom recorrer ao médico para saber sobre a normalidade desse sangramento, que acontece durante alguns dias após o nascimento do filho.

Quando vou menstruar se estiver amamentando?

Você pode menstruar durante a amamentação, embora normalmente seja muito mais tarde do que as mães que não amamentam.

Tanto a pesquisa quanto a evidência anedótica mostram que a maioria das mães que amamentam não menstrua até pelo menos 3-6 meses após o nascimento.

Maneiras naturais de regular seu ciclo menstrual

Embora as irregularidades sejam normais, você pode querer recuperar o equilíbrio. Isso a ajudará a fazer o controle natural da natalidade ou a tentar ter outro bebê.

Felizmente, existem maneiras naturais de regular seu ciclo menstrual. Confira este post para tudo o que você precisa saber sobre como aumentar sua fertilidade  e suas chances de concepção.

A menstruação é diferente após a gestação?

Depois de saber quanto tempo demora para a menstruação começar, o que acontece com o organismo feminino durante o puerpério – e até depois dele –, precisamos saber o que esperar do ciclo menstrual após a gravidez e como é a primeira menstruação pós-parto, certo?

O que sabemos é que, após a primeira menstruação pós-parto, o ciclo demora alguns meses para se regularizar, ou seja, pode ser que nesse primeiro momento haja algumas interrupções que são completamente normais.

Novamente, devemos relacionar a amamentação a esse fato, já que quanto mais espaçadas forem as mamadas, maiores as chances do organismo iniciar a descamação das paredes internas do útero de maneira regulada.

É por isso que muito se tem falado sobre a gravidez durante a amamentação. Há algum tempo as pessoas acreditavam ser quase impossível engravidar nesse período, mas hoje sabemos que não é bem assim. Até porque, com a menstruação desregulada, fica mais difícil saber qual é a época fértil.

Por conta disso, converse com um profissional e veja quais são os possíveis métodos contraceptivos que podem ser utilizados até o seu ciclo voltar ao normal.

Além disso, o fluxo menstrual pode ser alterado, principalmente no primeiro momento. Existem mulheres que tendem a ter o fluxo intenso e outras mais leves. Essas questões irão depender totalmente do funcionamento do seu corpo.

Esperamos ter esclarecidos suas dúvidas e saiba que estamos aqui para ajudar no que for preciso, tá? Conte conosco para receber apoio e todo o conhecimento possível perante esse momento em que é necessário cuidar o bebê, mas também de nós.

Então continue ligadinha em nosso blog para não perder nenhum conteúdo!