Quantos presentes uma criança deve receber no Natal?

Quantos presentes uma criança deve receber no Natal?
.

Se há algo que as crianças adoram nas férias de Natal são os presentes que pedem ao Pai Natal ou aos Três Reis Magos e, para os pais, ver a cara de ilusão com que abrem uma embalagem após a outra não tem preço. Porém, são muitos presentes que os mais pequenos recebem nestes dias cheios de magia e ilusão: pacotes na casa de avós, tios, etc.

Papai Noel e os Três Reis Magos costumam ser generosos, mas quanto é demais? Alguns psicólogos e pedagogos acham que a abundância de presentes não é boa para as crianças. Em declarações a Huffington PostAlicia López de Fez, diretora do Centro de Psicologia López de Fez de Valência, explica: «Dando-lhes tudo o que pedem, tornam-se imaturos e insaciáveis. Com o tempo, tornar-se-ão adultos insatisfeitos, para os quais nada será o suficiente”. E é que, muitas vezes, as crianças recebem tantos presentes que não conseguem atendê-los e acabam recebendo mais do que podem desfrutar.

(Você está interessado: Brinquedos: os 60 mais originais para este Natal!)

A necessidade de definir limites

É aconselhável que os pais tomem medidas preventivas a este respeito e o mais importante é estabelecer limites. As crianças devem ser ensinadas a apreciar o valor das coisas e que devem estar cientes de que não podem ter tudo o que desejam. Portanto, os pais devem limitar a quantidade de brinquedos que as crianças encomendam do Papai Noel e dos Três Reis Magos. Desta forma, evita-se o desejo excessivo de consumismo.

Uma boa maneira de definir limites com a letra é consultar com as crianças o catálogo de brinquedos. Desta forma, os pais podem propor determinados brinquedos ou explicar porque um é melhor do que o outro se, por exemplo, pretendem apostar em brinquedos educativos, etc. Assim, ao compartilhar opiniões, fica mais fácil orientar a criança e estabelecer limites sem que ela perceba.

“É bom os pais perguntarem aos filhos quais presentes eles estão realmente animados para receber, porque isso obriga os pequenos a fazerem uma seleção. Trata-se de minimizar as escolhas impulsivas que fazem influenciadas pela publicidade”, explica López de Fez.

A importância de compartilhar

Se, apesar de todos os esforços, no final o Papai Noel ou os Três Reis Magos deixam muitos presentes para as crianças, os especialistas recomendam duas alternativas. O primeiro é aquele os pais cuidam da dosagem dos brinquedos ao longo do tempo. Dessa forma, a criança fica impedida de ter muitas coisas e não saber por onde começar a brincar. A segunda opção é despertar na criança o desejo de compartilhar. Nesse sentido, o pequeno pode ser persuadido a oferecer um dos brinquedos que recebeu a uma criança que não possui ou, simplesmente, a compartilhá-lo com irmãos ou primos.

(Você está interessado: Baixe aqui a carta aos Magos!)

No seu caso, você acha que seu (s) filho (s) recebem muitos presentes no Natal? Compartilhe sua opinião com outras mães no final do artigo!

Publicidade

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments