Sinais de que o parto está de 24 a 48 horas para acontecer

No artigo de hoje vais conhecer os Sinais de que o parto está de 24 a 48 horas para acontecer, no nosso guia completo.

Parabéns mamãe, você está na reta final! Se você é como a maioria das pessoas grávidas, neste momento provavelmente está sentindo todas as coisas: excitação, nervosismo, fadiga … e TAL por estar grávida.

Quando a contagem regressiva para o nascimento começa, alguns sinais de que o parto está em 24 a 48 horas podem incluir dor lombar , perda de peso, diarréia – e, claro, estourar a bolsa d’água. Parabéns mamãe, você está na reta final!

Se você é como a maioria das pessoas grávidas, neste momento provavelmente está sentindo todas as coisas: excitação, nervosismo, fadiga … e TAL por estar grávida.

Quando a contagem regressiva para o nascimento começa, alguns sinais de que o parto está em 24 a 48 horas podem incluir dor lombar , perda de peso, diarréia – e, claro, estourar a bolsa d’água

Quais são os sinais de que o trabalho está 24-48 horas de distância? Como você se sente antes do início do trabalho de parto? Como você se sente 24 horas antes do parto? Quais são os sinais de parto se aproximando?

Nem sempre é claro, no entanto, existem alguns sinais mais do que outros em que você pode confiar.

Sinais de que o parto está de 24 a 48 horas para acontecer

Sinais de que o parto está de 24 a 48 horas para acontecer
Sinais de que o parto está de 24 a 48 horas para acontecer

Mas, como o parto é diferente para cada mulher, o que você experimenta nas horas finais da gravidez pode ser diferente do que outra pessoa grávida sente.

Embora não seja possível prever o dia e a hora do parto, você pode observar os sinais de que o parto está próximo. Aqui está o que você pode esperar quando o parto está de 24 a 48 horas.

Veja abaixo os Sinais de que o parto está de 24 a 48 horas para acontecer;

1. Quebra de água

Um sinal óbvio que indica o início do trabalho de parto é o rompimento da bolsa d’água, ou mais especificamente, a ruptura do saco amnióticoEste saco cheio de líquido protege seu bebê à medida que ele cresce e se desenvolve, mas irá se romper na preparação para o parto, natural ou artificialmente por seu médico.

Quando a bolsa d’água rompe naturalmente, é provável que a cabeça do bebê esteja colocando uma pressão maior na bolsa.

Algumas mulheres experimentam um jato de água, mas o rompimento da água nem sempre é tão dramático quanto é mostrado na televisão. Algumas mulheres só percebem um fio d’água ou uma sensação de umidade na roupa íntima.

2. Perder o tampão de muco

tampão mucoso é uma coleção espessa de muco que sela a abertura do colo do útero. Isso impede que as bactérias entrem no útero, mas quando o trabalho de parto se aproxima, esse tampão se solta e cai.

Algumas mulheres deixam cair uma gota de muco no banheiro depois de usar o banheiro, enquanto outras percebem muco em suas roupas íntimas ou ao limpar depois de urinar.

A cor do muco varia de transparente a rosa e também pode conter vestígios de sangue – mas não se assuste. Isso é completamente normal e conhecido como o ” show sangrento “.

Perder o tampão de muco é a maneira de seu corpo se preparar para o parto. É possível perder o tampão mucoso semanas antes do parto, mas geralmente acontece dias ou horas antes do parto.

3. Perda de peso

Como uma mãe grávida, você não pode esperar nenhuma perda de peso antes do parto. Mas não é incomum perder 0,5 a 1,5 kg de peso 1 a 2 dias antes de entrar em trabalho de parto.

Isso não é perda de gordura, no entanto. Em vez disso, é o seu corpo perdendo o excesso de água . Isso pode acontecer devido à redução do líquido amniótico no final da gravidez e ao aumento da micção quando o bebê “ cai ” na preparação para o parto.

O movimento do bebê para uma posição mais baixa aumenta a pressão sobre a bexiga, resultando em idas mais frequentes ao banheiro.

4. Aninhamento extremo

instinto de aninhamento – que é um desejo irresistível de deixar a casa pronta para um bebê – é comum durante o terceiro trimestre .

Você pode começar a limpar, organizar, configurar o berçário e garantir que tudo esteja perfeito. Mas cerca de 24 a 48 horas antes do parto, seu corpo pode entrar em pânico e, nesse caso, você tem uma explosão repentina de energia e um impulso maior para limpar e organizar.

Algumas grávidas ficam obcecadas com a bolsa hospitalar , reorganizam o berçário ou se comprometem a remover todo vestígio de poeira de casa.

5. Dor lombar

A dor nas costas é comum durante a gravidez devido ao afrouxamento natural das articulações e ligamentos na preparação para o parto. Mas embora você deva esperar algumas dores durante a gravidez, a dor nas costas antes do parto é diferente e mais desconfortável.

Quando o parto ocorre em 24 a 48 horas, a dor pode piorar na região lombar e irradiar para a área da pélvis. Mudar de posição não proporciona alívio e, infelizmente, a dor geralmente permanece até depois do parto.

6. Contrações reais

As contrações de Braxton Hicks , ou falsas dores do parto, podem começar semanas ou meses antes do parto real. Eles ocorrem quando os músculos uterinos se preparam para o parto. Mas, embora essas contrações sejam desconfortáveis, geralmente são mais leves do que as contrações reais do parto e duram apenas alguns segundos.

As contrações reais, por outro lado, são mais intensas, mais frequentes e podem durar mais de um minuto. Quando as contrações começam a ocorrer a cada 4 a 5 minutos, você pode esperar o trabalho de parto em 1 a 2 dias.

7. Dilatação cervical

No final da gravidez, você fará exames semanais, nos quais o médico examinará o colo do útero para ver o quanto você dilatou.

A dilatação se refere à abertura do colo do útero para que o bebê possa passar pelo canal do parto. Embora o colo do útero precise se dilatar pelo menos 10 centímetros para um parto vaginal, a dilatação cervical de pelo menos 2 a 3 centímetros geralmente indica que o parto está em 24 a 48 horas.

8. Afrouxamento das juntas

O fim de uma gravidez sinaliza a seu corpo para liberar mais do hormônio relaxina, que solta suas articulações e ligamentos na preparação para o parto.

Alguns dias antes do parto, você pode notar articulações mais soltas e relaxadas na pélvis e na parte inferior das costas. Você também pode ter um efeito colateral inesperado da relaxina – diarréia. Isso pode acontecer quando os músculos ao redor do reto relaxam.