Umbigo do recém-nascido e cuidados

O umbigo do recém-nascido é motivo de preocupação para alguns pais, especialmente se eles não estiverem muito familiarizados com ele. Não precisa se preocupar, pois alguns cuidados básicos são suficientes para facilitar o descolamento dos resíduos do cordão umbilical, com consequente cicatrização sem obstáculos.

Quando o bebê está no útero, ele se alimenta pelo cordão umbilical. Uma vez nascido, esse cordão é rompido, pois não terá mais nenhuma função. O umbigo do recém-nascido é o que resta dele e que aos poucos vai secando até sair completamente.

As medidas de precaução a serem tomadas com o umbigo do recém-nascido têm como objetivo principal prevenir uma infecção. Basta manter a higiene adequada e colocar em prática algumas medidas simples de precaução para que isso não aconteça. Com as medidas certas, em apenas duas a três semanas, o restante sairá naturalmente.

O umbigo do recém-nascido

No momento do nascimento, o médico ou parteira corta o cordão umbilical, a cerca de 4 centímetros do abdômen do bebê. Este procedimento é realizado com pinça hemostática cuja função é conter o sangramento. O resto do cordão é fechado com um alicate especial de plástico.

A partir daquele momento, o umbigo do recém-nascido inicia um processo de autodestruição. Com o passar dos dias, o toco seca, murcha e fica com a cor marrom, até sair. Tudo isso ocorre em um período de oito a dez dias. Pode demorar mais alguns dias para os recém-nascidos após uma cesariana.

Após a queda, permanece uma ferida que leva de três a cinco dias para cicatrizar. Durante este período, certos tratamentos especiais devem ser implementados para evitar o aparecimento de alguma infecção ou outras complicações. Depois disso, não haverá motivo para se preocupar com isso.

O umbigo de uma pessoa

Continue lendo: Gastrosquise: malformação neonatal grave

Cuidando do umbigo do recém-nascido

O cuidado do umbigo do recém-nascido termina quando a área está completamente curada. Nesse sentido, existem muitos clichês, crenças e meias-verdades. Já se pensava que o melhor a fazer era desinfetar o umbigo com álcool a 70 graus, puro ou diluído com um anti-séptico, como a clorexidina.

Diversos estudos têm mostrado que esse procedimento pode retardar a queda do cordão umbilical, por isso só é aconselhável se o bebê estiver em um ambiente com falta de higiene. Do contrário, a única regra de ouro é manter o umbigo limpo e seco.

Isso envolve algumas ações básicas, como o seguinte:

  • É recomendável que você lave bem as mãos antes de dar banho ou trocar de bebê.
  • O cordão umbilical não deve ser destacado: ele cairá por si mesmo naturalmente e no momento certo.
  • Você pode dar banho no seu filho sem problemas: apenas certifique-se de secar bem o umbigo após cada banho.
  • Se a área do umbigo ficar suja com xixi e fezes, tem que limpar com um pano e água morna.
  • A área do umbigo deve permanecer descoberta, evitando que o pano ou vestimenta o cubra.

Cuidando do umbigo do recém-nascido

É aconselhável cuidar do umbigo do recém-nascido até que esteja completamente curado. Esse processo é simples e deve ser feito após o banho. Tudo que você precisa fazer é seguir as etapas que estamos prestes a listar:

  • Após o banho, seque todo o corpo do bebê cuidadosamente, com cuidado.
  • Lave muito bem as maos, com água e sabão.
  • Mergulhe a gaze esterilizada em uma mistura de água morna e sabão neutro, ou com álcool, se o ambiente não for higiênico.
  • Limpe a área muito bem em torno do umbigo e da superfície.
  • Use gaze limpa para secar a área.
  • Não use algodão, nem mercurocromo, ou merbromino, ou produtos à base de iodo.
Sem cordão umbilical
O médico ou a parteira cortam o cordão umbilical com instrumentos esterilizados.

Você também pode estar interessado em: Distúrbios cirúrgicos do recém-nascido

Campainhas de alarme

Se a cura ainda não ocorreu após 20 dias, pode haver uma infecção conhecida como onfalite. Nestes casos, a área torna-se vermelha ou espessada. Ao mesmo tempo, você notará uma secreção purulenta ou com sangue e um cheiro ruim. Se isso acontecer, consulte o seu pediatra.

Quando o coto cai, um leve sangramento é normal. Porém, se for abundante ou não parar, aplique uma leve pressão sobre a área, com uma gaze estéril, e consulte o seu médico. Às vezes, então, a cicatriz do umbigo tem uma protuberância vermelha, que é chamada de granuloma umbilical. Nada sério, mas vale a pena consultar o pediatra.

Outras vezes, surge uma protuberância no umbigo, que nada mais é do que uma hérnia que costuma desaparecer aos 2 ou 3 anos de idade. Por fim, pode aparecer uma pequena protuberância em forma de tromba que leva o nome de umbigo para tromba. O pediatra indicará como se mover.